22°
Máx
16°
Min

Saída de dólares supera entrada em US$ 4,570 bi no ano até o dia 26 de fevereiro

O fluxo cambial do ano até o dia 26 de fevereiro ficou no vermelho em US$ 4,570 bilhões, conforme divulgou nesta quarta-feira, 2, o Banco Central. Em igual período do ano passado, as entradas superaram os envios em US$ 2,760 bilhões. No início de 2015, os investidores estavam animados com a nova composição da equipe econômica, liderada pelo então ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

A retirada de dólares pelo canal financeiro neste ano até o dia 26 de fevereiro foi de US$ 9,493 bilhões. Esse resultado no ano é fruto de entradas no valor de US$ 55,316 bilhões e de envios no total de US$ 64,810 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo anual acumulado ficou positivo em US$ 4,923 bilhões até o mesmo dia, com importações de US$ 18,480 bilhões e exportações de US$ 23,403 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 3,847 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 7,306 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 12,250 bilhões em outras entradas.

Fevereiro

Depois de registrar entradas líquidas de US$ 1,475 bilhão em janeiro, o fluxo cambial brasileiro está negativo em US$ 6,045 bilhões em fevereiro até o dia 26. Falta apenas computar o resultado do dia 29, segunda-feira passada, para fechar o mês.

O envio de dólares pelo canal financeiro no mês passado até o dia 26 foi de US$ 7,614 bilhões, resultado de entradas no valor de US$ 27,331 bilhões e de saídas no total de US$ 34,945 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 1,568 bilhão no período, com importações de US$ 8,834 bilhões e exportações de US$ 10,403 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,833 bilhão em ACC, US$ 3,132 bilhões em PA e US$ 5,437 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial dos dias 22 a 26 de fevereiro ficou negativo em US$ 4,883 bilhões, conforme o Banco Central. A retirada de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 4,941 bilhões no período, resultado de entradas no valor de US$ 8,486 bilhões e de envios no total de US$ 13,426 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 58 milhões no período, com importações de US$ 3,095 bilhões e exportações de US$ 3,153 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 683 milhões em ACC, US$ 655 milhões em PA e US$ 1,815 bilhão em outras entradas.

Na terça-feira, 1º de março, o Broadcast (serviço de notícias em tempo real da Agência Estado) revelou a existência de especulações no mercado em torno da possibilidade de o BC realizar um leilão de linha, o que estava influenciando a cotação do câmbio. O mercado identificou que havia uma demanda específica para concretizar a saída de recursos do País.