22°
Máx
16°
Min

Saída de dólares supera entrada em US$ 7,208 bi no ano até dia 17 de junho

O fluxo cambial do ano até o dia 17 de junho ficou no vermelho em US$ 7,208 bilhões ante saldo negativo de US$ 8,584 bilhões visto até o dia 10, conforme divulgou nesta quarta-feira, 22, o Banco Central. Em igual período do ano passado, as entradas superaram os envios em US$ 12,666 bilhões.

A retirada de dólares pelo canal financeiro neste ano até o dia 17 de junho foi de US$ 29,591 bilhões. Esse resultado no ano é fruto de entradas no valor de US$ 198,284 bilhões e de envios no total de US$ 227,875 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo anual acumulado ficou positivo em US$ 22,383 bilhões até o mesmo dia, com importações de US$ 56,023 bilhões e exportações de US$ 78,406 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 15,061 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 21,251 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 42,095 bilhões em outras entradas.

Junho

Depois de registrar saídas líquidas de US$ 3,001 bilhões em maio, o fluxo cambial brasileiro continuou negativo em junho até o dia 17, mas em menor intensidade, no total de US$ 360 milhões, conforme o Banco Central.

A saída de dólares pelo canal financeiro no período foi de US$ 1,265 bilhão, resultado de entradas no valor de US$ 22,203 bilhões e de retiradas no total de US$ 23,468 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo dos 17 primeiros dias de junho ficou positivo em US$ 905 milhões, com importações de US$ 6,376 bilhões e exportações de US$ 7,281 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 1,465 bilhão em ACC, US$ 2,004 bilhões em PA e US$ 3,812 bilhões em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial da semana de 13 a 17 de junho ficou positivo em US$ 1,375 bilhão, segundo o Banco Central. Este é o maior volume em uma semana desde o período de 25 a 29 de abril, quando as entradas superaram as saídas em US$ 2,150 bilhões. A última vez que o resultado do fluxo cambial total de uma semana havia sido positivo foi de 30 de maio a 3 de junho, quando somou US$ 137 milhões.

Na semana passada, houve três dias em que as entradas de recursos superaram as saídas e dois em que a posição foi inversa. Na segunda-feira, o resultado ficou negativo em US$ 395 milhões e, na terça-feira, em US$ 35 milhões. Na quarta, o saldo ficou positivo em US$ 813 milhões; na quinta, em US$ 422 milhões e, na sexta, em US$ 571 milhões.

A entrada de dólares pelo canal financeiro no período todo foi de US$ 871 milhões, resultado de entradas no valor de US$ 11,768 bilhões e de envios no total de US$ 10,898 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 505 milhões no período, com importações de US$ 2,153 bilhões e exportações de US$ 2,657 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 525 milhões em ACC, US$ 659 milhões em PA e US$ 1,473 bilhão em outras entradas.