22°
Máx
16°
Min

Saída de dólares supera entrada em US$ 9,575 bilhões no ano até dia 9 de setembro

O fluxo cambial do ano até o dia 9 de setembro ficou no vermelho em US$ 9,575 bilhões, ante saldo negativo de US$ 10,221 bilhões visto no ano até o fim de agosto, informou nesta quarta-feira, 14, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 11,074 bilhões.

A retirada de dólares pelo canal financeiro neste ano até 9 de setembro foi de US$ 42,383 bilhões. Este resultado é fruto de entradas no valor de US$ 290,176 bilhões e de envios no total de US$ 332,559 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo anual acumulado até 9 de setembro ficou positivo em US$ 32,808 bilhões, com importações de US$ 84,623 bilhões e exportações de US$ 117,431 bilhões. Nas exportações estão incluídos US$ 21,279 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 31,396 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 64,756 bilhões em outras entradas.

Setembro

Depois de registrar saídas líquidas de US$ 1,110 bilhão em agosto, o fluxo cambial brasileiro está positivo em US$ 646 milhões em setembro até o dia 9, informou o Banco Central.

O canal financeiro voltou a apresentar entradas líquidas, de US$ 15 milhões no período. Isso é resultado de entradas no valor de US$ 7,567 bilhões e de retiradas no total de US$ 7,551 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo do mês até o dia 9 é positivo em US$ 630 milhões, com importações de US$ 2,769 bilhões e exportações de US$ 3,400 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 628 milhões em ACC, US$ 851 milhões em PA e US$ 1,920 bilhão em outras entradas.

Semana

O fluxo cambial da semana de 5 a 9 de setembro ficou positivo em US$ 983 milhões. Neste período, destaque para o dia 9, sexta-feira, quando houve entrada líquida de US$ 804 milhões no País.

No período em questão, a entrada líquida de dólares pelo canal financeiro foi de US$ 651 milhões, resultado de entradas no valor de US$ 5,707 bilhões e de envios no total de US$ 5,056 bilhões. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior, o saldo ficou positivo em US$ 332 milhões no período, com importações de US$ 2,019 bilhões e exportações de US$ 2,351 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 338 milhões em ACC, US$ 596 milhões em PA e US$ 1,417 bilhão em outras entradas.