22°
Máx
14°
Min

Saldo comercial do agronegócio foi de US$ 7,183 bilhões em março

(Foto: Pedro Revillion/ Palácio Piratini) - Saldo comercial do agronegócio foi de US$ 7,183 bilhões em março
(Foto: Pedro Revillion/ Palácio Piratini)

O saldo comercial do agronegócio ficou positivo em US$ 7,183 bilhões em março, montante 11,02% maior do que o registrado em março de 2015, quando o resultado das trocas comerciais ficaram em US$ 6,470 bilhões. Esse desempenho foi resultado de exportações, que somaram US$ 8,347 bilhões; as importações, em contraponto, ficaram em US$ 1,164 bilhão.

A secretária de Relações Internacionais, Tatiana Palermo, do Ministério da Agricultura, responsável por compilar os dados, celebrou os números. "Estamos acompanhando vendas inéditas para o exterior", disse. "Respondemos por 52,2% do total vendido pelo Brasil em março", comemorou.

Segundo ela, em de 12 meses, a pasta observou participação de 47,5% nas exportações totais do País em comparação com 43,5% no mesmo período do ano anterior.

"Os preços internacionais continuam em queda quase generalizada, ainda assim, continuamos a recuperar as exportações", relatou Tatiana. "Câmbio e diversificação de mercados ajudaram a aumentar as exportações, elas foram recorde no mês", informou.

1º trimestre

As exportações do agronegócio somaram US$ 20,03 bilhões no acumulado do primeiro trimestre, receita 8,7% maior que a registrada em igual período do ano passado, quando estava em US$ 18,43 bilhões. As importações, em contraponto, ficaram em US$ 3,03 bilhões, queda de 21,5% frente ao ano passado. Com isso, o saldo da balança comercial do setor, no período, ficou positivo em US$ 17 bilhões, número 16,68% maior que o registrado em 2015.

Segundo o ministério, no acumulado do ano os produtos que mais se destacam são complexo soja, com 25,6% da participação das exportações totais do setor; carnes, com 16%; produtos florestais, com 12,8%; cereais, farinhas e preparações, com 10,9%; e complexo sucroalcooleiro, com 10,9%. O restante se divide entre os outros produtos.