27°
Máx
13°
Min

Santander eleva fatia em cartões e prepara solução mobile para próximo trimestre

O Santander Brasil ampliou sua participação no mercado de cartões e prepara o lançamento de uma solução mobile para o próximo trimestre, de acordo com Rodrigo Cury, superintendente executivo de Cartões da instituição. Com uma base de 15 milhões de plásticos, o banco aumentou seu share de 12,2% em dezembro para 12,5% ao final do primeiro trimestre, em um setor que movimenta mais de R$ 1 trilhão por ano.

"O desempenho da área de cartões está em linha com as expectativas do banco. Passamos o primeiro semestre arrumando a 'cozinha', tornando-a melhor e estruturando uma nova proposta de valor para o cliente", disse Cury, em entrevista ao Broadcast (serviço de notícias em tempo real da Agência Estado), durante o Ciab, promovido nesta semana pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Sem revelar a meta de participação que o Santander mira para o mercado de cartões, o executivo destacou que o segundo semestre será marcado por vários lançamentos do banco nesta área. Um deles, a solução mobile deve propiciar, dentre outros benefícios, segundo ele, que o usuário faça a gestão própria do seu cartão, citando, por exemplo, a questão do desbloqueio dos plásticos.

Cury conta que o banco já oferece cartão digital para seus clientes (com tecnologia de tokenização, ou seja, um número digital para cada transação), mas que a novidade vai além, porém, não revelou mais detalhes.

O Santander também decidiu ampliar, de acordo com Cury, seu laboratório de inovação, o Santander Labs, feito em parceria com a MasterCard e responsável por desenvolver soluções exclusivas de meios de pagamentos. A partir do segundo semestre, estará disponível, segundo ele, para os segmentos de seguros, investimentos, canais. "Não é uma incubadora, que também vamos fazer aproveitando o pilar que temos junto às universidades. Vimos que há um potencial maior que apenas os meios de pagamentos", explicou Cury.

Ele reforçou que o Santander não considera ser parceiro da Livelo, programa de fidelidade de Bradesco e Banco do Brasil, lançado ao mercado oficialmente na semana passada. Até mesmo porque o banco segue debruçado no desenvolvimento da sua própria iniciativa em conjunto com a sua credenciadora, a GetNet. "Está andando. Falta pouco", concluiu o executivo, sem dar mais detalhes.