22°
Máx
14°
Min

Sauditas insistem em participação do Irã em acordo de petróleo

A delegação saudita presente na reunião de Doha, que discute um possível congelamento da produção de petróleo aos níveis de janeiro, insiste que o Irã precisa se comprometer com a meta, afirmaram pessoas próximas às negociações.

Antes do início da reunião dos mais de doze grandes produtores, um rascunho sobre um possível acordo circulou entre as delegações. A proposta contida era de congelar a produção de petróleo aos níveis de janeiro até outubro. De acordo com o documento obtido pelo Wall Street Journal, a proposta previa também um mecanismo de monitoração.

A delegação saudita, chefiada pelo ministro do petróleo, Ali Naimi, sinalizou que o país pode participar do acordo. No entanto, segundo com dois delegados presentes na reunião, os sauditas mudaram sua posição, insistindo na participação iraniana.

A mudança é "surpreendente e contradiz o que eles vinham dizendo nos últimos dias", de acordo com uma autoridade do golfo Pérsico presente em Doha.

Anteriormente, o príncipe saudita, Mohammed bin Salman, segundo na linha de sucessão da família real do país, já havia afirmado que seu país acataria o acordo caso o Irã e participassem dele.

O Irã, por outro lado, já afirmou que não irá se comprometer com o projeto, uma vez que pretende recuperar sua fatia de mercado, perdida por causa das sanções impostas em 2012. Fonte: Dow Jones Newswires.