27°
Máx
13°
Min

Sem leilão de swap reverso, dólar cai mais de 1,3%

A decisão do Banco Central de não realizar leilão de swap reverso contribui para a queda do dólar na manhã desta terça-feira, 19. Às 9h37, o dólar à vista operava em queda de 1,34%, cotado a R$ 3,5570. O dólar para maio, na BM&FBovespa, caía 1,52%, a R$ 3,5730.

O mercado no Brasil acompanha o noticiário econômico do exterior e as próximas etapas do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. No exterior, a moeda norte-americana perde força em relação ao euro e divisas emergentes e ligadas a commodities, em função do maior apetite dos investidores por risco. O petróleo, por outro lado, operava em alta superior a 1%.

No cenário nacional, o destaque fica por conta do rito do impeachment no Senado. A Casa tem até o dia 11 de maio para anunciar a continuidade do impedimento de Dilma Rousseff.

Na segunda-feira, a presidente afirmou que está apenas no "início da luta", que, segundo ela, "será longa". Dizendo-se "triste" e "injustiçada", Dilma Rousseff voltou a atacar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o vice Michel Temer.