24°
Máx
17°
Min

Ser diz estar bem posicionada como consolidadora após fusão de Estácio e Kroton

Após a fusão entre Estácio e Kroton, a Ser Educacional se posiciona como uma das principais consolidadoras do setor de educação no Brasil, disse ao Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) o presidente da companhia, Jânyo Diniz, em premiação do Estadão Empresas Mais, promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo em conjunto com a Fundação Instituto de Administração (FIA).

Segundo o executivo, a compra da Estácio pela Kroton criará uma empresa muito grande e que devera ter menos espaço para aquisições. Além disso, lembra, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deverá impor restrições à empresa para novas aquisições.

Nesse contexto, a Ser já analisa oportunidades em todo o País e destaca que a meta segue em manter a empresa dominante no Nordeste e relevante no restante do Brasil. O executivo frisou ainda que, no caso de uma aquisição "transformacional", a Ser deverá buscar funding e disse que esta estrutura já vem sendo analisada. Ele, porém, não deu mais detalhes sobre essa fonte de recursos.