24°
Máx
17°
Min

Shoppings têm em 2015 menor lucro líquido consolidado em 7 anos, diz Economatica

(Foto: Tiago Queiroz / Estadão Conteúdo) - Shoppings têm em 2015 menor lucro líquido consolidado em 7 anos, diz Economatica
(Foto: Tiago Queiroz / Estadão Conteúdo)

O setor de shopping centers fechou o ano passado com o menor lucro líquido em sete anos, de acordo com levantamento feito pela Economatica entre 2009 e 2015. O ganho do setor, de R$ 246,5 milhões, indicou baixa de 75% frente ao ano anterior e se manteve numa queda sequencial desde 2012, quando atingiu o melhor momento, com R$ 2,62 bilhões.

A Multiplan foi a empresa com resultado mais elevado no ano de 2015, com lucro de R$ 362,1 milhões, apesar da queda de 1,60% com relação a 2014. A JHSF teve o maior crescimento porcentual do lucro em 2015, com alta de 159,3%, frente ao ganho de R$ 41,7 milhões em 2014.

Das seis empresas acompanhadas no setor (Aliansce, BRMalls, General Shopping, Iguatemi, JHSF e Multiplan), somente a General Shopping teve prejuízo no ano de 2015, no valor de R$ 551,9 milhões. Com perdas consecutivas desde 2010, a companhia teve os resultados nominais mais baixos em todos os anos do estudo, na comparação com as concorrentes.

Além de liderar a lista de maior lucro, a Multiplan foi a empresa que se mostrou com valor de mercado mais elevado da amostra em 2016, com R$ 10,97 bilhões, o que representou 41,1% do total do setor. O crescimento do valor de mercado da empresa em 2016 com relação a dezembro de 2015 foi de 53,71%.

Já a General Shopping foi a única que registrou queda de valor de mercado em 2016, com variação negativa de 8,93%, para R$ 165,750 milhões. Em geral, as empresas do setor tiveram crescimento de 46,51% no valor de mercado, para R$ 26,694 bilhões.

Receita

Apesar da queda no lucro, o crescimento nominal das receitas no setor foi constante nos últimos sete anos. Em 2015, o conjunto de empresas avaliadas teve crescimento de 2,55% ou R$ 110,7 milhões em vendas. O levantamento apontou ainda que, desde 2009, o setor cresceu 138,16%, ao sair de R$ 1,87 bilhão em receitas para R$ 4,45 bilhões no ano de 2015.

A BRMalls foi a empresa com maior faturamento no ano de 2015, com R$ 1,36 bilhão, o que representou 30,6% do total do setor. A Multiplan teve o segundo melhor desempenho, com R$ 1,06 bilhão ou 23,9% do setor. Das seis empresas, somente a Multiplan teve recuo da receita em 2015 com relação a 2014. Em 2015, as vendas da Multiplan fecharam em R$ 1,06 bilhão contra R$ 1,11 bilhão em 2014, queda de 4,35%.

Dívida

O endividamento bruto consolidado das empresas em 2015 foi de R$ 14,41 bilhões contra R$ 14,5 bilhões em 2014, queda de 0,61%. No período de 2009 a 2015, O endividamento do setor teve expansão de 437,5%. Vale ressaltar que 2015 foi o único ano a mostrar queda da dívida no estudo.

A empresa com maior estoque de dívida do setor foi a BrMalls, com R$ 5,49 bilhões, seguida pela Multiplan, com passivo de R$ 2,17 bilhões. A JHSF teve queda de 22,27% da dívida no ano de 2015 com relação a 2014, marcando o maior recuo das seis empresa da amostra.

A Economatica consolidou o desempenho de seis empresas do setor de administração de shopping centers de 2009 até 2015. Todas as análises foram elaboradas com base nos demonstrativos financeiros apresentados pelas empresas à Comissão de Valores Mobiliários.