23°
Máx
12°
Min

Sindicombustíveis-PR não garante preço mais baixo aos consumidores

(Foto: Marcos Santos/ USP Imagens) - Sindicombustíveis não garante preço mais baixo aos consumidores
(Foto: Marcos Santos/ USP Imagens)

Após o anúncio da Petrobrás em reduzir os preços da gasolina e do diesel nas refinarias de todo o Brasil a partir deste sábado (14), o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis (Sindicombustíveis-PR) enviou uma nota explicando que “os postos de combustíveis representam a última etapa na cadeia de comercialização”, ou seja, não é possível afirmar quando, e se, os preços serão baixados nas bombas de combustível.

Para justificar a informação, o Sindicombustíveis alega ainda que “a redução do preço é na gasolina A, e não inclui a carga de impostos nem o etanol anidro, que chega a 27% na mistura”.

Confira na íntegra a nota do Sindicombustíveis-PR:

“Em relação à notícia divulgada pela Petrobras de redução de preço nas refinarias da gasolina e do diesel, o Sindicombustíveis-PR informa:

Esta é uma notícia positiva, aguardada por todo o setor, e que já deveria ter sido tomada antes, diante da flutuação para baixo dos preços do barril no mercado internacional. Preços menores são benéficos tanto para os consumidores como para os revendedores.

Entretanto, os postos de combustíveis representam a última etapa na cadeia de comercialização. Cabe ainda aguardar como as distribuidoras vão operar dentro da nova política.

É importante salientar ainda que a redução do preço é na gasolina A, e não inclui a carga de impostos nem o etanol anidro, que chega a 27% na mistura.

Deste modo, não há no momento como fazer uma previsão técnica de quando a redução terá reflexos nos preços de mercado, bem como quais serão os valores.

Por fim, ressaltamos que o Sindicombustíveis-PR não tem a função de formular ou fiscalizar a prática de preços, seja de associados ou de não associados. ”