22°
Máx
14°
Min

Taxa de desemprego dos jovens atinge 20,8% em fevereiro, revela IBGE

A taxa de desemprego na faixa etária de 18 a 24 anos ficou em 20,8% em fevereiro, ante 15% em fevereiro de 2015, informou mais cedo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em janeiro, a taxa de desemprego entre os mais jovens estava em 18,9%.

O nível geral de ocupação, proporção da população ocupada em meio ao total da população em idade ativa (PIA), ficou em 49,8% em fevereiro, informou o IBGE. Segundo Adriana Beringuy, técnica da Coordenação de Trabalho e Rendimento (Coren) do IBGE, é o menor nível de ocupação para todos os meses da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) desde fevereiro de 2004, quando havia sido 49,6%. "Isso deve-se à queda recorde da população ocupada", disse Adriana.

Indústria

A ocupação na indústria recuou 9,8% em fevereiro, na comparação com igual mês de 2015., A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do IBGE apontou que 344 mil pessoas perderam o emprego na indústria.

Segundo Adriana Beringuy, isso ajuda a explicar a queda de 4,1% na população empregada com carteira assinada no setor privado, na comparação de fevereiro com igual mês de 2015.

Comércio

O aumento das demissões no comércio foi o principal fator a explicar a alta na taxa de desemprego na passagem de janeiro para fevereiro, de 7,6% para 8,2%, como informou o IBGE. A PME apontou queda de 3,9% na ocupação do comércio em fevereiro ante janeiro, com redução de 177 mil pessoas na população ocupada nessa atividade.

Segundo Adriana Beringuy essa foi a maior queda, na comparação mensal, para um mês de fevereiro desde o início da série da PME, em 2002. A pesquisadora destacou ainda que, em janeiro, o comércio havia registrado alta na população ocupada em relação a dezembro, sugerindo que a demissão dos empregados temporários contratados para dar conta do aumento de vendas no fim de ano ficou concentrada em fevereiro.

"Da mesma forma que as contratações do trabalho temporário não necessariamente são todas feitas em dezembro, não necessariamente todas as demissões se concentram em janeiro", disse Adriana. "Vamos considerar que essa queda recorde de fevereiro foi antecedida por um crescimento um mês antes", ponderou a pesquisadora.

De acordo com Adriana, o comércio da região metropolitana de São Paulo foi o principal responsável pelo desempenho nacional. São Paulo registrou queda de 100 mil pessoas (-5,4%) na população ocupada no comércio na passagem de janeiro para fevereiro, respondendo por mais da metade da redução nacional.