21°
Máx
17°
Min

Taxa de desemprego no Chile cai a 6,9% no trimestre até agosto

A taxa de desemprego no Chile recuou de 7,1% no período entre maio e julho para 6,9% no trimestre entre junho e agosto, de acordo com o instituto nacional de estatísticas do país. A melhora ocorreu após meses de deterioração nesses números no país.

O Goldman Sachs avaliou que, mesmo com a melhora nos dados mais recentes, o mercado de trabalho chileno tem piorado gradualmente, o que pode levar a um enfraquecimento do consumo privado nos próximos trimestres. Por outro lado, isso reduz as pressões do salário e de custos relacionados sobre a inflação, o que facilita a convergência da inflação para a meta do banco central.

A produção industrial do Chile subiu 2,8% em agosto, na comparação anual. A série com ajuste sazonal, porém, mostrou queda de 0,6% na comparação com o mês anterior.

No caso das vendas no varejo, o país registrou um crescimento de 0,2% na comparação anual em agosto. Ante julho, por outro lado, as vendas caíram 0,6%, após ajustes. Com informações da Dow Jones Newswires.