21°
Máx
17°
Min

Taxas de juros rondam estabilidade, em meio a dólar em queda e cautela com fiscal

Os juros futuros oscilam entre margens estreitas na manhã desta quinta-feira, 7, tendo como fator de alívio o recuo do dólar ante o real, mas como fatores de pressão as preocupações do investidor de que o governo Michel Temer anuncie um déficit fiscal bilionário para 2017 ainda hoje. Outro fator de preocupação é a derrota de Temer para aprovar o regime de urgência do projeto de renegociação com os Estados.

Os juros dos Treasuries foram às máximas da manhã também após a ADP, tida como uma sinalizador para o relatório oficial de emprego dos EUA, que sai amanhã. Outro dado positivo foi que os pedidos de auxílio-desemprego caíram 16 mil para 254 mil na semana passada, de previsão de 270 mil.

Nesta quinta, às 9h41, o DI para janeiro de 2021 estava em 12,28%, de 12,32% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2018 exibia 12,80% - mesma taxa do ajuste de quarta-feira.