28°
Máx
17°
Min

Taxas de juros sobem com dólar e cautela

Os juros futuros acompanham na manhã desta sexta-feira, 11, a alta do dólar ante o real. O avanço em ambos os casos ocorre em meio à cautela dos investidores antes da decisão da Justiça sobre o pedido de prisão preventiva do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. O viés de alta é justificado ainda pela perda de força do impacto do pedido de prisão com as críticas à atuação da promotoria de São Paulo veiculadas pela imprensa.

Às 9h50, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2017 indicava 13,865%, de 13,830% no ajuste da véspera. O DI para janeiro de 2021 projetava 14,37%, de 14,29%.

Na agenda econômica, o mercado apenas monitorou a divulgação da pesquisa de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O levantamento mostrou queda de 5,0% no volume de serviços prestados em janeiro de 2016 ante igual mês de 2015, já descontados os efeitos da inflação. Foi o décimo resultado negativo consecutivo e o pior desempenho para o mês de janeiro dentro da série histórica da pesquisa, iniciada em 2012.