22°
Máx
14°
Min

Taxas futuras de juros recuam em linha com dólar, após aprovação da meta fiscal

Os juros futuros registram recuo moderado na manhã desta quarta-feira, 25, após a aprovação no Senado, em votação simbólica, da ampliação da meta fiscal de 2016, prevendo um déficit primário de R$ 170,5 bilhões. O movimento se dá em linha com o dólar, que cai também no exterior, em meio à alta do petróleo de 1%.

Por volta das 9h40, no entanto, os juros futuros estavam mais perto da estabilidade, em meio à liquidez reduzida nesta véspera de feriado de Corpus Christi. Na quinta-feira, os mercados locais vão fechar, mas no exterior devem funcionar normalmente.

Às 9h37, o DI para janeiro de 2018 estava em 12,85%, de 12,87% no ajuste de terça-feira. O DI para janeiro de 2021 exibia 12,58%, de 12,61% no ajuste anterior.

Os investidores aguardam os números do Caged de abril (16 horas). As estimativas do AE Projeções vão de fechamento de 2 mil a 149.400 postos; mediana de -51.500 vagas, após fechamento de 118.776 postos em março.

Nesta quarta pela manhã, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), publicou uma nota em que diz que o teor da conversa que teve com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado é público e já foi dito outras vezes a jornais.