22°
Máx
16°
Min

Toledo lidera geração de empregos formais entre os maiores municípios do Estado

Foto: Divulgação - Toledo lidera geração de empregos formais
Foto: Divulgação

Toledo apresentou o melhor saldo na geração de empregos formais entre os 35 maiores municípios do Paraná, considerando todos aqueles com população superior a 50 mil habitantes, a capital Curitiba inclusa. Esses 35 municípios respondem por 83,02% dos empregos formais do Paraná. Nestes municípios os empregos formais correspondem à 28,2% da população, portanto, superior a média do Estado, que é de 20,84%.

De janeiro a julho, Toledo apresentou saldo positivo de 487 empregos, mesmo que o desempenho em julho não tenha acompanhado o dos outros meses, apresentando redução de 20 postos, de acordo com os dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação Tecnológica e Turismo. O mês de melhor desempenho toledano foi abril, quando o município liderou a estatística estadual com saldo positivo de 288 empregos formais. 

Vigor

Na avaliação do diretor da Agência do Trabalhador, Antonio Aparecido Lange, as estatísticas mostram o vigor da economia toledana, que apresenta estabilidade no quadro de empregos, mesmo em meio à mais forte crise econômica que assola o país em décadas. A tendência para o segundo semestre é de evolução na geração de novos postos de trabalho. 

“O setor industrial, da construção civil e outros mostram evolução na geração de empregos. A indústria de transformação de proteína animal já sinalizou com a contratação de significativo número de trabalhadores em setembro”, diz.

Segundo Lange, em julho, enquanto em quase todo o estado houve demissões, o setor da construção civil registrou desempenho positivo em Toledo, com saldo de 72 postos de trabalho. 

“Isso demonstra a pujança da economia e a confiança depositada pelos investidores em decorrência da boa gestão financeira do município. Além disso, considerem-se os investimentos do próprio Poder Público, que está aplicando mais de R$ 25 milhões em inúmeras obras de infra-estrutura, como a revitalização de vias em vários bairros e a construção de parques, além de outras quantidades significativas de recursos em obras de CMEI´s, unidades de saúde e reformas e ampliação de escolas, entre outros”, completa.

Melhor desempenho

Na região, Toledo, população de 133.824 habitantes, se destaca entre os maiores municípios. Isso decorre também dos excelentes programas de qualificação de mão de obra, o que faz com que a demanda do mercado de trabalho seja atendida com maior facilidade do que em outros locais. 

Foz do Iguaçu (263.915 habitantes) aparece na 32ª colocação estadual com saldo negativo de 134 empregos formais no ano, enquanto Cascavel teve desempenho ainda pior, ficando na 32ª posição com a perda de 1.577 postos de trabalho, ante uma população de 316.226.

O pior desempenho entre os 35 maiores municípios foi exatamente o de Curitiba, que conta com o maior contingente populacional, com 1.893.997 habitantes. A capital teve saldo negativo de empregos formais no ano, perdendo de janeiro a julho nada menos que 13.875 postos de trabalho.

O segundo maior município do Estado, Londrina, com população de 553.393 habitantes, recuou em 1.265 empregos formais. Por sua vez, o terceiro maior município, Maringá (403.063 habitantes), registrou saldo negativo de 436 empregos formais, enquanto Ponta Grossa (341.130 habitantes), perdeu 559 postos de trabalho em 2017.

Colaboração: Assessoria de imprensa