21°
Máx
17°
Min

Valor Bruto da Produção agropecuária deve cair 1,5% em 2016, para R$ 508,4 bi

O Valor Bruto da Produção agropecuária (VBP) previsto para 2016, referente ao mês de abril, é estimado em R$ 508,4 bilhões, valor 1,5% inferior que o registrado em 2015. Os dados, divulgados nesta segunda-feira, 16, pelo Ministério da Agricultura, mostram que as lavouras representam R$ 332,5 bilhões e devem apresentar queda de 0,2% frente ao ano passado. A pecuária corresponde a R$ 175,9 bilhões (queda de 3,9%).

Segundo a Secretaria de Política Agrícola (SPA), responsável pelo levantamento, no caso das lavouras, um dos principais fatores determinantes do desempenho foi a redução da estimativa da safra neste ano em relação a 2015, que passou de 207,67 milhões de toneladas para 202,34 milhões. "Seca e excesso de chuva atingiram lavouras importantes, como algodão, arroz, soja e milho, e contribuíram para esse resultado", informou a secretaria.

Ainda segundo a SPA, não fosse os preços dos produtos agrícolas em níveis mais elevados que no passado, como em soja, milho, algodão e café conilon (robusta), teria ocorrido uma queda ainda mais acentuada no VBP. Com os preços em alta, alguns itens registram avanço no faturamento. Os principais aumentos podem ser observados na banana (+22,3 %); batata-inglesa (+14,5%); café (+15,7%); feijão (+7,9 %); milho (+6,7%); soja (+3,7%); trigo (+9,9%).

Alguns produtos vêm apresentando redução de faturamento neste ano. São eles: algodão (-8,2%); arroz (-10,6 %); cebola (-8,0 %); fumo (-26,5%); laranja (-13,2%); mandioca (-13,3 %); tomate (-47,6%); e uva (-17,7%).

A pecuária apresenta valor da produção menor do que no ano passado. Segundo o governo, isso se deve a reduções dos valores de produção de todos os itens desse segmento (carne bovina, carne de frango, carne suína, leite e ovos).

Regiões

Os resultados do VBP regional continuam mostrando a liderança da região Sul, com R$ 146,2 bilhões, seguida do Centro-Oeste, com R$ 141,9 bilhões. O Sudeste aparece na terceira posição, com R$ 133,9 bilhões. O Nordeste, R$ 47,3 bilhões, ficou em lugar, e Norte, com R$ 29,6 bilhões, em quinto.

Estados

Por Estado, Mato Grosso aparece em primeiro lugar, com faturamento equivalente a 14,2 % do total do país. As lavouras, lideradas pela soja, milho e algodão, representam 80% do valor da produção do estado.