21°
Máx
17°
Min

Valor líquido da Celg D é de R$ 1,792 bilhão, data base de junho, diz Eletrobras

A Eletrobras soltou nesta quarta-feira, 14, um comunicado com mais detalhes sobre a Resolução número 7/2016, publicada na mesma data no Diário Oficial da União (DOU), pela qual são listadas novas condições mínimas e novo preço para venda das ações que detém no capital da Celg Distribuição.

Segundo a estatal de energia, o novo valor proposto pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimento da Presidência da República (PPI) para a Celg D é de R$ 4,448 bilhões. Ao considerar as dívidas e outras obrigações no montante de R$ 2,656 bilhões, o valor líquido referente à totalidade de ações da Celg D é de R$ 1,792 bilhão, na data base de junho de 2016. De acordo com o publicado no DOU, o governo definiu em R$ 1,708 bilhão o novo preço mínimo de venda.

No processo de desestatização, segundo o comunicado, a Eletrobras pretende alienar a totalidade de sua participação, que corresponde a 50,93% do capital social da Celg D.

A Eletrobras esclareceu que a venda das ações da Celg D depende de aprovação pelos órgãos de controle e pelos órgãos decisórios da Eletrobras, incluindo a Assembleia Geral de Acionistas, bem como de realização de leilão de desestatização a ser promovido pela BM&FBovespa.