21°
Máx
17°
Min

Venda de combustível aponta melhora no Paraná

(Foto: J.F.Diorio / Estadão Conteúdo) - Venda de combustível aponta melhora no Paraná
(Foto: J.F.Diorio / Estadão Conteúdo)

As vendas de óleo diesel e de óleo combustível contrariaram a tendência nacional e cresceram no primeiro bimestre no Paraná, impulsionadas pelo transporte da safra agrícola e pela indústria do Estado. 

A venda de óleo diesel e combustível é considerada um dos principais indicadores da atividade econômica, por estar relacionada diretamente ao ritmo de transporte de cargas no País e da produção industrial. 

No Paraná, a comercialização de óleo diesel aumentou 6,7% no primeiro bimestre deste ano ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, chegando a 829,8 mil metros cúbicos, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). 

O aumento na venda de óleo diesel no Paraná ocorre em um momento em que há um recuo das vendas deste produto em todo o Brasil, reflexo da baixa atividade econômica. Os números da ANP mostram uma queda de vendas de 6,6% no País na mesma base de comparação, para 8,22 milhões de metros cúbicos de óleo diesel. 

Dados Regionais

O Paraná também teve o melhor resultado entre os estados do Sul e do Sudeste, que, em sua maioria, registraram queda nas vendas no período. A maior queda nas duas regiões, de acordo com dados da ANP, foi no Espírito Santo, com recuo de 19,5%, no Rio de Janeiro (-7,1%), São Paulo e Minas Gerais, com queda de 5,5% cada um. 

“O mercado de diesel é muito associado ao nível de atividade econômica e os números refletem uma condição melhor para o Paraná, principalmente em função da safra agrícola”, diz Julio Suzuki Júnior, diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes).

Indústria

A venda de óleo combustível, usado principalmente pela indústria, também cresceu no período, o que pode indicar melhora no ritmo de produção do setor. O óleo combustível é usado para alimentar caldeiras e fornos industriais em diversos setores, como papel e celulose, metalúrgico, de frigoríficos, por exemplo.

No acumulado de janeiro e fevereiro, as vendas de óleo combustível aumentaram 57,7% no Paraná em relação ao mesmo período do ano passado - para 22,2 mil metros cúbicos. No Brasil, a queda foi de 27,5% na mesma base de comparação, para 687,2 mil metros cúbicos. 

O aumento da venda de óleo combustível pode estar relacionada à tendência de recuperação da indústria, um dos setores mais afetados pela crise econômica, de acordo com Suzuki Júnior. 

Em janeiro, a indústria paranaense apresentou um crescimento de 2,2% da produção em relação a dezembro de 2015, segundo dado mais recente do IBGE. O resultado interrompeu uma sequência de três quedas consecutivas. Na mesma base de comparação, o Brasil registrou variação menor, de 0,4%. Em relação a janeiro do ano passado, no entanto, a produção ainda está 13,6% menor, acompanhando o resultado nacional.

Colaboração AEN.