22°
Máx
17°
Min

Vendas de imóveis em abril caem 14,4%, diz pesquisa da Abrainc e da Fipe

O mercado imobiliário teve em abril mais um mês marcado por queda nas vendas e crescimento dos distratos. Com isso, o estoque de imóveis residenciais e comerciais novos tem permanecido praticamente estável, apesar de incorporadores postergarem a oferta de novos projetos, conforme indicam dados da pesquisa da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) realizada em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e divulgada nesta quinta-feira, 16.

De acordo com a pesquisa, as vendas em abril somaram 7.146 unidades, recuo da 14,4% frente às vendas do mesmo mês do ano passado. No primeiro quadrimestre de 2016, as vendas somaram 30.477 unidades, o equivalente a uma queda de 16% frente ao mesmo período de 2015.

Os lançamentos atingiram 1.580 unidades em abril, volume 52,5% inferior ao registrado no mesmo mês do ano passado. Já no acumulado dos primeiros quatro primeiros meses de 2016, os lançamentos totalizaram 15.752 unidades, leve crescimento de 2,9% em relação ao mesmo período de 2015.

A pesquisa mostrou também que foram distratadas 4.195 unidades em abril, aumento de 4,8% frente ao número absoluto de distratos observados em abril de 2015. Já no primeiro quadrimestre, o total de distratos foi de 14.607 unidades, patamar 2,8% inferior ao observado no mesmo período do ano passado.

Devido à queda nas vendas e ao aumento dos distratos, o estoque em abril totalizou 111.400 unidades, mostrando pouca oscilação. O montante representa um leve recuo de 1,4% em relação a março e crescimento de 3,2% em comparação com abril do ano passado.

A velocidade de vendas em abril - total de unidades comercializadas em relação ao estoque total no mês - ficou no patamar de 6,2%, baixa de 1,3 ponto porcentual na comparação anual. Com essa liquidez, seriam precisos 16 meses para acabar com todo o estoque disponível em abril.

A desaceleração do mercado imobiliário nos últimos anos também reduziu o volume de obras. Assim, o número de entregas em abril foi de 8.127 unidades, queda de 30,3% frente a abril do ano passado. No primeiro quadrimestre de 2016, as entregas foram de 37.632 unidades, volume 11,4% inferior ao observado na mesma base de 2015.

A pesquisa considera dados fornecidos por 19 incorporadoras de grande porte, com presença em diversas cidades e estados, e associadas à Abrainc.