28°
Máx
17°
Min

Vendas de materiais de construção caem 17% em março ante março/2015, diz Abramat

As vendas de materiais de construção caíram 17% em março na comparação com o mesmo mês de 2015, de acordo com dados deflacionados de faturamento da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Na comparação com fevereiro de 2016, houve crescimento de 10,7%.

A instituição apontou que março pode ser o ponto de retomada para as indústrias de materiais de construção. De acordo com o presidente da Abramat, Walter Cover, a partir de abril o setor pode ter um crescimento sobre o mesmo mês do ano anterior, "porque as vendas do primeiro trimestre de 2015 ainda estavam em bom nível".

Para o executivo, "as notícias positivas sobre a ampliação de crédito para o financiamento de imóveis usados podem auxiliar o setor na retomada. Mas, somente um programa agressivo de crédito imobiliário, assim como para reformas, além da ativação do Minha Casa Minha Vida e da aceleração dos leilões de infraestrutura, poderão melhorar a expectativa das indústrias de materiais de construção para 2016", explicou.

A expectativa da Abramat, para o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção, em 2016, é de retração de 4,5% em comparação com o ano passado.

O nível de emprego nas indústrias de materiais, porém, continua apresentando queda. A retração de março chegou a 9,3% em comparação com igual mês de 2015. Com relação a fevereiro de 2016, a baixa identificada foi de 0,2%.