22°
Máx
14°
Min

Vendas de materiais de construção caem 22,2% em fevereiro, diz Abramat

As vendas de materiais de construção caíram 22,2% em fevereiro na comparação com o mesmo mês de 2015, de acordo com dados deflacionados de faturamento da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Este é o vigésimo quinto resultado negativo consecutivo, levando em consideração esta base de comparação. Já ante janeiro de 2016, houve baixa de 5,9%.

O varejo é afetado pela continuidade da situação negativa de renda, emprego e crédito. As construtoras, por sua vez, sofrem com a contínua falta de confiança na economia pelas famílias e empresários, de acordo com o presidente da Abramat, Walter Cover.

"A perdurar o clima político negativo, somente um programa agressivo de crédito imobiliário, para reformas, a ativação do Minha Casa Minha Vida (MCMV) e a aceleração dos leilões de infraestrutura poderão melhorar as vendas da indústria em 2016", explicou o executivo.

A expectativa da Abramat, para o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção, em 2016, é de retração de 4,5% em comparação com 2015.

Em fevereiro, o nível de emprego na indústria de materiais de construção teve queda de 9,4% na comparação com igual mês do ano passado. Ante o mês de janeiro, a baixa foi de 0,5%.