22°
Máx
17°
Min

Vendas em supermercados têm queda real de 3,38% em janeiro, informa Abras

As vendas dos supermercados registraram queda real de 3,38% em janeiro de 2016 na comparação com o mesmo mês do ano anterior, de acordo com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). O valor foi deflacionado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Já na comparação com dezembro de 2015, as vendas do segmento apresentaram recuo real de 19,64%.

Em valores nominais, as vendas dos supermercados registraram queda de 18,62% em janeiro na comparação com dezembro. Já em relação a janeiro de 2015, os números apresentaram crescimento de 7,02%.

Os dados da Abras reforçam a expectativa de continuidade do cenário de retração nas vendas que marcou 2015. No acumulado do ano que passou, as vendas dos supermercados registraram queda real de 1,9%. A Abras anunciou uma expectativa de queda de 1,8% em 2016. Se confirmada a perspectiva, será a primeira vez desde o início da série histórica, em 2001, que as vendas terão queda real por dois anos seguidos.

"O setor supermercadista iniciou o ano sentindo o péssimo ambiente econômico que afeta o País, com desemprego e inflação em alta, reduzindo a renda disponível do consumidor, combinado a um quadro de incertezas econômicas que impactou as vendas do autosserviço", afirmou em nota Sussumu Honda, presidente do Conselho Consultivo da Abras.