21°
Máx
17°
Min

Verde Asset, de Stuhlberger, lança fundo de previdência e busca R$ 600 milhões

Gestora do fundo Verde, um dos multimercados mais famosos do mercado, a Verde Asset, de Luís Stuhlberger, acaba de ingressar em um segmento até então não explorado pela casa: o de Previdência. O primeiro fundo do portfólio, feito em parceria com a Icatu Seguros, foi lançado há seis meses e já acumula captação de R$ 300 milhões, que era a meta projetada inicialmente para todo o ano. Com isso, o objetivo agora é alcançar uma captação de R$ 600 milhões até o fim do ano.

A estratégia foi posicionar o produto - um multimercado, carro chefe da casa, - como um diferencial no mercado de fundos de previdência, concentrados em investimentos em renda fixa. "Buscamos fazer a melhor alocação, mirando o longo prazo, com o portfólio reagindo às mudanças de curto prazo", afirma ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, o gestor de multimercados da Verde Asset, Luiz Parreiras. Segundo ele, grande parte dos produtos existentes hoje no mercado são estáticos, enquanto o fundo da casa seguirá os passos dos já renomados produtos da prateleira, ou seja, será dinâmico nos diferentes mercados.

"Estamos fazendo algo que conhecemos bem. Nosso fundo de previdência tem o mesmo DNA dos demais produtos", afirma o responsável pela área de Relacionamento com Investidores da Verde Asset, Luiz Godinho. Por isso, a expectativa é mudar a percepção em relação aos fundos de previdência, que historicamente são alvos de muito preconceito por parte dos investidores por conta das elevadas taxas de administração e baixo retorno.

Na visão do superintendente de produtos de previdência da Icatu Seguros, Felipe Bottino, a chegada do Verde ao mundo da previdência pode ser traduzida como uma "minirrevolução". Dos fundos de previdência sob o portfólio da Icatu, que juntos têm um patrimônio entre R$ 10 bilhões e R$ 11 bilhões, 70% a 75% são de renda fixa. A novidade é que em breve o Citi irá disponibilizar o produto em sua plataforma. "É uma democratização do acesso à Verde Asset", diz Bottino. A aplicação mínima no fundo é de R$ 1 mil e a taxa de administração de 2%. O fundo já está disponível aos investidores na rede de distribuição da Icatu, como em corretoras.

Com o olhar para o risco versus retorno dos ativos disponíveis para investimento - tanto no Brasil como no exterior, como um bom multimercado -, o trabalho tem sido analisar o cenário para se buscar as melhores opções que façam sentido para compor a carteira, que é de longo prazo, dada a característica fundamental do produto, de ser um complemento para a aposentadoria. "O nosso maior diferencial é a capacidade de adaptar a alocação às constantes mudanças de cenário. O longo prazo é uma sucessão de curto prazos", define.

A possibilidade de trazer ao mundo da Previdência os fundos multimercados tem sido possível por conta de mudanças na regulação, que passou a permitir estratégias mais diversificados, como ações no exterior. Uma das diferenças de um fundo multimercado comum de um de Previdência é a impossibilidade de alavancagem, muito comum nos "hedge funds".

Hoje, a principal exposição do fundo de Previdência do Verde, em torno de 60% do patrimônio, é em NTN-B, de cinco a sete anos, diante da aposta na queda dos juros. Ainda de acordo com o gestor, os ativos no Brasil já refletem grande parte da expectativa de melhora da economia, o que é provado, por exemplo, na alta da bolsa brasileira neste ano, com o Ibovespa acumulando alta de cerca de 30% neste ano. "Hoje, nossa exposição em bolsa é menor do que era há seis meses", conta Parreiras. As ações na carteira seguem a mesma direção: o foco está em papéis do setor financeiro e elétrico, que se beneficiam da queda de juros.

Godinho, por sua vez, diz que o fundo chega ao mercado ainda em um momento em que a discussão sobre previdência no Brasil está aquecida. "A indústria vive um ciclo virtuoso, o tema está em voga", diz. Segundo ele, contam a favor desse momento uma mudança da pirâmide demográfica no Brasil e, ainda, discussões sobre o sistema previdenciário no Brasil, fatores que vêm jogando luz sobre o tema e chamando a atenção de potenciais investidores nessa modalidade de fundo.