24°
Máx
17°
Min

Volume de títulos protestados sobe 19,3% no 1º bimestre, diz Boa Vista SCPC

O volume de títulos protestados aumentou 19,3% no primeiro bimestre de 2016 ante o mesmo período de 2015, conforme dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Em fevereiro, o indicador apresentou elevação de 17,8% na comparação com o mesmo mês do ano passado, enquanto houve recuo de 15,8% ante janeiro deste ano.

No primeiro bimestre, tanto os protestos de empresas quanto os de consumidores continuam em alta, registrando variação de 18,3% e 20,9%, respectivamente. Em fevereiro, o número de títulos protestados por consumidores e empresas teve alta de 20,5% e 15,9%. Já ante janeiro, para as famílias, os protestos diminuíram 8,3%, enquanto que para as empresas a queda foi de 20,4%.

O valor médio dos títulos protestados para o mês de fevereiro de 2016 ficou em R$ 4.522, sendo R$ 2.511 para pessoas físicas e R$ 5.958 para as pessoas jurídicas.

No mês passado, os títulos protestados de empresas representaram mais da metade do total dos protestos no País (58,3%). A região Sudeste contribuiu com a maior parcela dos títulos protestados (50,2%), seguida das regiões Sul (23,6%), Nordeste (11,5%), Centro-Oeste (10,0%) e Norte (4,7%).

No acumulado do ano, todas as regiões registraram alta, com destaque para o Centro-Oeste que obteve o maior crescimento, de 46,5%.

O maior valor médio dos títulos protestados em fevereiro de 2016 foi na região Centro-Oeste (R$ 15.604), ante uma média nacional para pessoa jurídica de R$ 5.958.