23°
Máx
12°
Min

Apresentações culturais marcam abertura das ‘Feiras Agroecológicas’

Foto: Assessoria - Apresentações culturais marcam abertura das ‘Feiras Agroecológicas’
Foto: Assessoria

As Feiras Agroecológicas são promovidas nos campi da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), visando fomentar a venda de produtos artesanais e orgânicos, mas a partir deste mês, passa a contar com novidades. Com o apoio da Direção de Extensão e Cultura, foi criado um espaço destinado a apresentações culturais, pensando na promoção e incentivo da cultura local.

Assim, o campus de Cascavel deu início as exposições nesta quarta-feira (17), e a comunidade interna e externa pode presenciar o talento do estudante, Guilherme Caus, 11 anos, que fez algumas apresentações musicais com gaita pianada. 

Guilherme conta que há seis anos participa do CTG com a avó, Florença Lunardi, e desde agosto do ano passado teve interesse e começou a tocar o instrumento por influência dos colegas. Para Florença, a participação do neto nessas ações é muito importante, “pois assim ele cresce apreendendo coisas novas, como a importância de uma alimentação saudável sem agrotóxicos, dentro da Unioeste, e é esse meu desejo”, enfatiza a avó.

Para o assessor de Cultura da Pró-Reitoria, Neuri Mossmann, a intenção é incentivar a participação da comunidade interna e externa da Instituição, e animar as Feiras Agroecológicas. 

Além disso, proporcionar a oportunidade de descobrirmos novos talentos que estão inseridos dentro da sociedade. “Todas as feiras populares e agroecológicas possuem atrativos, não só no sentido da horta e dos produtos que são vendidos, mas para atrações culturais.  Então, hoje tivemos um gaiteiro, num outro momento podemos ter um malabarista, artistas pintando ou até mesmo vendendo livros, por exemplo. A feirinha é um momento de potencializar valores artísticos existentes na universidade e nas proximidades. Esse contato é bacana porquê atraia público e outros feirantes”, enfatiza Neuri.

Já o pró-reitor de Extensão, professor Rosalvo Schütz, explica que o principal intuito dessa junção é mostrar que a feira de agroecologia não visa só o valor econômico, mas tem uma concepção de cultura e natureza entre as pessoas. “Nós decidimos fazer desse momento uma oportunidade para os talentos da comunidade serem exibidos, criando assim um momento de humanização, de cultura e de expressão para dar visibilidade a algo diferente do que o dia a dia nos oferece”.

Além disso, Rosalvo deixa claro que pretendem implantar as apresentações em todos os lugares que realizam a feira, desde hajam pessoas a se apresentarem. “Nossa equipe já está trabalhando para quem tiver o interesse fazer o cadastro e entrar em contato conosco. Os participantes receberam certificados e uma cesta com produtos orgânicos produzida pelos feirantes, pois queremos incentivar a saúde cultural, social e física”, conclui o Pró-Reitor.

Dessa forma, os interessados podem participar realizando cadastro no Projeto TU – Talentos Universitários, disponível no endereço https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScA6NgBstIrWwxksdPykQQpTX7YzbK1UHzbZgBaf7AFsILMUw/viewform.

As Feiras Agroecológicas acontecem nos campi de Cascavel, Toledo, Marechal Cândido Rondon e Foz do Iguaçu. No campus de Cascavel, a feira ocorre todas as quartas-feiras, das 9 horas às 12h30. Em Marechal Rondon, a feira também é realizada as quartas-feiras, assim como em Foz do Iguaçu, sendo das 9 às 12 horas e das 16 horas às 21h30, respectivamente. Já em Toledo, ela ocorre todas as terças, entre 9h30 e 11h30.

Colaboração: Assessoria