20°
Máx
14°
Min

Colégio desenvolve projeto voluntário com alunos durante a Páscoa

Há 16 anos, durante a semana da Páscoa, alunos do Ensino Médio do Colégio Medianeira vão às comunidades Areia Branca, Campestre, Espigão das Antas e Quatro Pinheiros, todas em Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba, para um importante trabalho social: o Projeto Semana Santa. Da quinta-feira (24) ao Domingo de Páscoa (27) o grupo vivencia a partilha e a troca de experiências com moradores das localidades.

Ao ultrapassarem os muros do Colégio, os estudantes fazem uma releitura do mundo. “Esse é um contato com uma outra realidade, mas que é essencial para que ele forme a sua própria concepção de pessoa. Essa transformação no modo de ver o mundo fará parte do seu projeto de vida”, analisa Isabel Cristina Piccinelli Dissenha, responsável pelo Serviço de Orientação Religiosa e de Pastoral (SOREP) do Medianeira.

Os quatro dias passados nas comunidades integram o projeto pedagógico do Colégio, que reúne as formações acadêmica – adquirida dentro sala de aula – e a humana – desenvolvida nas ações do cotidiano. Ao mesmo tempo, os jovens, ao explorar essa nova realidade, se aprofundam no verdadeiro sentido da Páscoa: a morte e o renascimento de Jesus Cristo.

Como lembra Isabel, ao fazer parte da Semana Santa, o aluno se coloca a serviço da comunidade. Isso significa na prática se doar e se colocar no lugar do outro. “Eles estão lá, despojados. Levam consigo uma bíblia e suas roupas”, afirma a educadora.

Imersão

O projeto Semana Santa é um período de imersão social, pastoral, celebrativa e vivência comunitária. “O projeto é a conclusão da formação cristã com o recebimento do Sacramento da Confirmação, além de envolver ex-alunos que efetivam e coordenam os trabalhos nas comunidades”, explica Carlos Torra, orientador religioso do Colégio Medianeira.

Entre os trabalhos voluntários desenvolvidos estão: visitas a doentes momentos com a terceira idade, atividades com crianças e jovens, além de participar de ações que já aconteciam nas comunidades. Para Torra, esse momento é assegura a formação integral, base da Rede Jesuíta de Educação. “Esse é o objetivo da nossa ação educativa, que concebe a experiência como articulador de um conhecimento, de fato, significativo”, explica.

Colaboração Assessoria de Imprensa.