22°
Máx
14°
Min

Encontro de Formação Incerteza Viva – Processos Artísticos e Pedagógicos

Foto: Assessoria de imprensa - Encontro de Formação Incerteza Viva – Processos Artísticos e Pedagógicos
Foto: Assessoria de imprensa

O Laboratório com Educadores de Arte iniciou na manhã desta quarta-feira (15), no auditório da União Educacional de Cascavel (Univel), a partir da publicação educativa Incerteza Viva – Processos Artísticos e Pedagógicos – 32º Bienal de São Paulo.

Com o objetivo de promover e incentivar a formação continuada dos profissionais da educação, presencial e disciplinar, o evento é uma proposição do Núcleo Regional de Educação (NRE), em parceria com a Fundação Bienal de São Paulo e a União Educacional de Cascavel (Univel).

Este encontro de formação, intitulado “Aproximações entre processos artísticos e pedagógicos”, tem como pauta: os processos de criação de artistas da 32º Bienal de São Paulo; Educação em Arte; relatos de práticas de professores de Arte; planejamento e avaliação em ações pedagógicas.

Acolheram os participantes, com palavras de boas-vindas e destaque à cultura historicamente construída pelos artistas da humanidade, a chefe do NRE, Inez Aliete Dalavechia, o diretor da Univel, Nilton Nicolau Ferreira, a coordenadora da Biblioteca Pública de Cascavel, Terezinha Braga e a equipe do Educativo Bienal, Bianca Casemiro, Valquíria Prates e Thiago Gil.

Profissionais dos estabelecimentos de ensino fundamental, médio e superior dos Núcleos Regionais de Educação de Cascavel, Assis Chateaubriand, Toledo, Goioerê, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Laranjeiras do Sul, além de artistas e simpatizantes marcaram presença.

A coordenadora do evento, Andrea Pessutti Rampini, Técnica Pedagógica da Disciplina de Arte no NRE de Cascavel, destacou a contribuição da Arte e do seu ensino para a formação humana. “A Arte nos ajuda a significar o mundo e a existência, desvendando aspectos não plenamente acessíveis ao conhecimento inteligível”, disse.

Colaboração: Assessoria de imprensa