28°
Máx
17°
Min

Escolas Associadas da Unesco se reúnem para debater a sustentabilidade no planeta

Ação conjunta dos colégios do PEA em Curitiba (Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa) - Escolas Associadas da Unesco se reúnem para  debater sustentabilidade
Ação conjunta dos colégios do PEA em Curitiba (Foto: Divulgação / Assessoria de Imprensa)

No Ano Internacional do Entendimento Global, os colégios que fazem parte do Programa de Escolas Associadas (PEA) da Unesco participam de uma série de apresentações e debates sobre a sustentabilidade, e como ela pode transformar o mundo por meio de soluções inovadoras e criativas. Entre as escolas curitibanas associadas ao programa, a ação conjunta para a apresentação sobre o tema acontece nesta quinta-feira (22), a partir das 15h, no Teatro Paiol.

“A ação conjunta é um evento plural, em que as nove instituições de ensino curitibanas associadas ao PEA levam seus alunos para apresentar ao público seus trabalhos e ideias para cuidar do planeta, no formato de conferências TED Talks”, explica a professora Adriana Karam, coordenadora regional do PEA Unesco no Paraná.

No Brasil, 300 escolas integram o programa, sendo nove de Curitiba: Colégio Opet, Colégio Bastos Maia, Bom Jesus, Colégio Positivo, Colégio Saint Germain, Nossa Senhora de Sion, Escola da Colina, Escola de Educação Especial São Francisco de Assis (Afece) e Escola Nilza Tartuce.

Cidadania Planetária

 A noção da Cidadania Planetária baseia-se na visão unificadora de uma sociedade mundial. Ela compreende um conjunto de princípios, valores, atitudes e comportamentos universais, para que todas as pessoas possam perceber a Terra como uma única comunidade e possam atuar o cuidado e manutenção do planeta. O desafio estratégico do PEA Unesco é fazer com que as suas escolas possam ajudar de forma efetiva na construção dessa Cidadania Planetária.

 Presente em 10 mil escolas de 181 países, o PEA foi criado no período pós Segunda Guerra para estender as ações da Unesco na Educação. Com sede em Paris, o programa busca criar uma rede internacional de escolas que trabalhem pela ideia da cultura da paz, promovendo a qualidade na educação e a busca pela justiça, liberdade e desenvolvimento humano na construção de uma cidadania planetária.

Colaboração Assessoria de Imprensa