28°
Máx
17°
Min

Estudantes de Curitiba unem matemática a projeto social

Estudantes de Curitiba unem matemática a projeto social

Geometria e trabalho social, é possível? Para os 170 alunos do primeiro ano do ensino médio do Colégio Estadual São Paulo Apóstolo a resposta é sim. Depois de aprender os conteúdos de geometria, previsto no currículo escolar, eles se dividiram em equipes para colocar os conhecimentos em prática e o resultado, foi muito bacana. Edredons, colchas e cobertores com estampas geométricas, que agora aquecem os idosos da Casa do Idoso Nova Canaã, instituição vizinha à escola.  “Esse tipo de atividade traz uma sensação muito boa porque ao mesmo tempo em que estamos aprendendo os conteúdos estamos também fazendo o bem para quem precisa”, disse a estudante Luana de Paula Irnuk, de 15 anos.

A responsável pela ideia que agradou os alunos, foi a professora da disciplina, Patrícia Pelogia Santos. Ela disse que o objetivo foi desenvolver uma metodologia de ensino que facilitasse o processo de aprendizado dos conteúdos e que despertasse a consciência cidadã nos alunos. “Com essa metodologia eu consigo trabalhar a teoria e prática junto em sala de aula. Ao perceber a aplicação dos conceitos matemáticos eles compreendem e absolvem melhor os conteúdos”, explicou. “Também aproveitamos para colocar a teoria em prática com uma atividade social que estava ao alcance dos alunos”, disse.

Colaboração Secretaria de Estado da Educação