23°
Máx
12°
Min

Estudantes decidem pelo fim da greve em assembleia na UEL

O comando de greve da Universidade Estadual de Londrina (UEL) decidiu, em assembleia realizada na noite desta quarta feira (30) na quadra do CEFE, pelo fim da greve estudantil.

A paralisação teve início no dia 14 de outubro em paralelo com os professores e com os técnicos administrativos. A assembleia teve início as 18h e a discussão se estendeu por quatro horas.

Na tarde desta quarta (30), o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Marcos José Vieira, concedeu liminar obrigando a Universidade Estadual de Londrina (UEL) a retomar as aulas do curso de Direito em um prazo de 48 horas, sob pena de diária de R$ 1 mil. A decisão da justiça pressionou o movimento grevista a encerrar a paralisação.

Além disso, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade Estadual de Londrina (UEL) aprovou a suspensão dos calendários acadêmicos de graduação e pós-graduação. A reitoria deve marcar reunião para discutir o novo calendário ainda nesta semana.