23°
Máx
12°
Min

Gratuita, UAB confirma primeiro vestibular em Londrina

A Universidade Aberta do Brasil (UAB) definiu a data do primeiro vestibular a serem realizado na unidade de Londrina, no polo que fica Rua Luís Brugin, em um prédio anexo ao Complexo Esportivo Maria Cecília, na região norte da cidade.

As inscrições vão de 3 a 25 de outubro no site http://vestibular.uem.br/, com provas marcadas para o dia 27 de novembro. Neste primeiro processo, serão oferecidas 42 vagas para o curso de Letras.

O pagamento da taxa de inscrição é de R$ 100 e poderá ser feito até o dia 27 de outubro. Somente após sua efetivação, a inscrição do candidato será homologada, pois o não pagamento da taxa, o pagamento parcial ou após o dia 27 de outubro acarretará o indeferimento da inscrição. A prova será realizada no dia 27 de novembro, das 13h50 às 19h, em Londrina. 

A divulgação do resultado final será no dia 7 de fevereiro de 2017, a partir das 10h. Os aprovados em primeira-chamada deverão se matricular no período de 13 a 15 de fevereiro, pois as aulas iniciarão no dia 4 de março de 2017.  


As aulas serão ministradas, nas segundas-feiras à noite, pelos professores da Universidade Estadual de Maringá (UEM), através da modalidade EAD (Ensino à Distância). Os alunos que não tiverem acesso a um computador com conexão à internet, poderão assisti-las no polo presencial. Lá, estarão disponíveis 24 máquinas.

Para participar, o estudante deverá ter concluído o ensino médio e cumprir as exigências previstas em edital.

A Universidade Aberta do Brasil (UAB) foi criada pelo Ministério da Educação (MEC), em 2005, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos superiores em instituições públicas, seja de graduação ou pós-graduação, principalmente para o interior do Brasil.

Para isso, o programa articula as ações entre as instituições públicas de ensino superior e os governos municipais e estaduais. Todos os cursos recebem certificado, sendo que o diploma de ensino superior EAD tem a mesma validade de um curso ministrado presencialmente e sairá com o nome da universidade ministrante.