23°
Máx
12°
Min

Intercâmbio é oportunidade de enriquecer currículo

(Foto: Divulgação) - Intercâmbio é oportunidade de enriquecer currículo
(Foto: Divulgação)

Em tempos de economia oscilante, viagens internacionais parecem um investimento inseguro ou mesmo supérfluo. Em contrapartida, além de uma experiência de vida enriquecedora, a possibilidade de vivenciar outras culturas pode contar muitos pontos para um currículo consistente, especialmente quando for concretizada por meio de um intercâmbio rico em conhecimento.

A oportunidade levou o número de intercambistas brasileiros a quadruplicar em dez anos, conforme pesquisa da associação Belta (Brazilian Educational & Language Travel Association). Dividem a posição entre os destinos mais procurados Canadá (1º), Estados Unidos (2º) e Reino Unido (3º). Para se ter dimensão deste crescimento, o VisitBritain – órgão oficial de turismo do governo britânico -, revelou que somente em 2015 foram 324 mil turistas brasileiros em terras inglesas, aumento de 10% em relação a 2014. O recorde de visitas foi registrado pelo segundo ano consecutivo.

Os números podem ser interpretados por diferentes perspectivas, sendo uma delas a recente queda da cotação da libra esterlina, considerada a mais baixa dos últimos sete anos. A busca por fluência em inglês a fim de melhorar a colocação profissional é outro fator responsável por motivar o crescimento. Mais acessível, o Reino Unido também se mantém como um dos destinos mais tentadores aos olhos estrangeiros pela vastidão de atrações culturais disponíveis, como museus e galerias de arte com entrada gratuita.

De acordo com o superintendente geral da Cultura Inglesa de Curitiba, André Rydygier de Ruediger, promover programas de intercâmbio com destinos como esses é um dos pilares da escola. “Além de fomentar o ensino do inglês britânico com um quadro de docentes atualizados e experientes, incentivamos, constantemente, a imersão na cultura do Reino Unido. Uma das estratégias que adotamos há mais de 25 anos para unir estes dois propósitos é, justamente, por meio do intercâmbio”, salienta.

Cultura Inglesa de Curitiba estende programas de intercâmbio ao público

Ao contrário do que se imagina, porém, a escola não restringe a oportunidade de embarcar rumo a terras inglesas apenas aos alunos, mas a amplia ao público interessado em adquirir novas experiências e aprimorar o domínio no idioma. “A proposta de estender este convite à comunidade em geral é propagar a cultura britânica aos interessados em mergulhar em uma experiência cultural e de aprendizado sólido, independentemente de serem ou não alunos nossos”, ressalta a gerente da Cultura Inglesa da unidade Água Verde, Cleide Fiorucci, responsável pelas questões relativas ao intercâmbio.

E a próxima parada é a cidade litorânea de Bournemouth, localizada ao sul da Inglaterra e a duas horas de ônibus de Londres. Com grande apelo turístico e pouco mais de 183 mil habitantes, ela já foi considerada a mais feliz do Reino Unido. Ao longo de quase 30 dias, os alunos poderão viver belíssimas experiências na cultura britânica por meio do curso de inglês - que prevê 20 lições semanais em uma das escolas mais conceituadas do segmento há 60 anos - e de excursões a pontos turísticos, ambas atividades acompanhadas por professores.

Assim como em outros anos, a imersão cultural será reforçada pela acomodação em casas de família selecionadas criteriosamente pela escola, oportunidade reservada aos estudantes para que vivenciem, plenamente, os hábitos e costumes locais.

De acordo com Cleide, os destinos britânicos estão entre as opções mais procuradas pelo apelo cultural e pelo sotaque britânico, meta de muitos estudantes durante o curso. Ela afirma ainda que um dos caminhos mais eficientes de conquistar a fluência no idioma é justamente a vivência no exterior. “Os professores que acompanham os grupos de alunos da escola são treinados para estimulá-los a enfrentar situações comuns na rotina do país, mas impossíveis de serem reproduzidas em sala de aula, por exemplo. O resultado é impressionante”, ressalta.

Inseridos no dia a dia da cultura, os estudantes também desenvolvem uma visão multicultural do mundo, com olhar mais realista, maduro e solidário, além de maior disposição para mergulharem em novos desafios. “Características como essas podem atrair a atenção de recrutadores, focados na busca por profissionais que, além de qualificados, tenham passado por trajetórias de vida inusitadas”, salienta a gerente.

Colaboração Assessoria de Imprensa