22°
Máx
16°
Min

Maioria das escolas da região de Cascavel avança no Ideb

Prefeitura de Cascavel - Maioria das escolas da região de Cascavel avança no Ideb
Prefeitura de Cascavel

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) dos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º) vem evoluindo progressivamente desde que começou a ser calculado, em 2005. Na maioria das escolas de Cascavel e municípios jurisdicionados ao Núcleo Regional da Educação (NRE), observam-se avanços significativos no rendimento escolar.

Em especial, as escolas que apresentaram os melhores resultados em Cascavel: C. E. Wilson Joffre (5,7); C. E. Eleodoro Ébano Pereira (5,7); C. E. Pacaembu (5,4); C. E. Pedro Ernesto Garlet (5,4); C. E. Marilis Faria Pirotelli (5,3); C. E. Professor Victório Emanuel Abrozino (5,3); C. E. Padre Carmelo Perrone (5,1) e C. E. José Ângelo Baggio Orso (5,1).

Dois colégios superaram a meta projetada pelo MEC: o Colégio Marilis já atingiu a meta projetada para 2019 e o Colégio Estadual do Campo Carlos Gomes, do município de Iguatu, que superou a meta para 2021.

A meta projetada por escola é calculada tendo como referência o índice, que foi apresentado na primeira avaliação, em 2005. O IDEB do Ensino Médio no Paraná, mesmo que não tenha ainda atingido a meta, obteve uma evolução no índice de 3,4 para 3,6.

O IDEB é um indicador geral da educação nas redes pública e privada. Para o cálculo desse índice, o MEC considera a relação entre rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e desempenho em Língua Portuguesa e Matemática, obtido por meio da Prova Brasil. 

Esta prova é aplicada para estudantes do 6º e 9º ano do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio. Portanto, para que o IDEB de uma escola avance é necessário que os estudantes tenham uma aprendizagem significativa, não reprovem e não se evadam da escola.

Colaboração: Assessoria.