22°
Máx
17°
Min

Mais dois colégios são ocupados por estudantes, chegando a quatro em Maringá

Adaile Maria Leite foi um dos ocupados (Foto: Google Street View) - Mais dois colégios são ocupados por estudantes, chegando a quatro
Adaile Maria Leite foi um dos ocupados (Foto: Google Street View)

Mais dois colégios estaduais de Maringá foram ocupados por estudantes nesta terça-feira (11) – Adaile Maria Leite, no Jardim Liberdades, zona leste, e Alberto Jackson Byinton Junior, na Zona 5. Agora, são quatro escolas tomadas pelos alunos, incluindo Brasílio Itiberê, na Zona 2, e Tânia Varella, no Guaiapó.

O presidente da União Maringaense dos Estudantes Secundaristas(Umes), Luís Machado, informou que o protesto – que já atinge 165 colégios em todo o Paraná – é contra a medida provisória assinada pelo presidente Michel Temer (PMDB), que reformula o Ensino Médio.

Os estudantes avaliam a medida como antidemocrática, já que foi tomada sem prévio debate com a sociedade civil. Eles são a favor de uma reforma no Ensino Médio, mas criticam pontos definidos pelo governo federal, como a retirada de disciplinas de humanas, por exemplo Sociologia e Filosofia, do currículo obrigatório.

Outro ponto é o ensino integral, já que as escolas não suportariam a demanda e boa parte dos alunos precisa trabalhar para ajudar em casa. Além disso, questionam a possibilidade de contratação do chamado professor com conhecimento notório, que não possui formação na área, mas teria conhecimento sobre o tema.

Alunos e pais dos dois colégios ocupados nesta terça-feira mostraram não saber o sobre o porquê da mobilização, por isso, os estudantes marcaram um debate para as 18h, no Brasílio Itiberê, para debater os pontos de pauta.

O Colégio Tomaz Edison chegou a ser ocupado, mas os alunos deixaram o local na segunda-feira.

Colaboração Kelly Moares da Rede Massa