22°
Máx
16°
Min

Projeto de visitas aproxima a Unila de estudantes do ensino médio em Foz

Projeto de visitas aproxima a Unila de estudantes do ensino médio

Todos os anos, a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) recebe caravanas de estudantes que vêm até Foz do Iguaçu para conhecer a Instituição. Esses jovens são alunos do ensino médio, em busca de informações que os ajudem a tomar uma importante decisão: qual curso e em que universidade vão estudar. 

Na última sexta-feira (8), foi a vez de 182 estudantes do Cursinho Maximize, de São Paulo, virem conhecer pessoalmente a UNILA e tirar dúvidas sobre formas de ingresso, cursos de graduação ofertados, políticas de assistência estudantil e, também, sobre a cidade em que poderão morar.

A atividade fez parte do projeto de extensão Visitas Programadas, desenvolvido pela Secretaria de Comunicação Social (SECOM) desde 2014. O grupo veio em quatro ônibus e fez a visita na unidade do Parque Tecnológico Itaipu (PTI). 

Eles foram recepcionados pela equipe da SECOM, juntamente com os bolsistas do projeto, Lucas Arantes Miotti e Marcelle Ferreira de Araújo Andrade, que atuaram como guias durante todo o trajeto, repassando informações aos visitantes e tirando dúvidas.

Após um tour pelo PTI, o grupo também foi guiado a uma visita panorâmica à Barragem de Itaipu. Para fechar o passeio, os estudantes tiveram a oportunidade de assistir a uma apresentação do Grupo de Maracatu Alvorada Nova.

O projeto

As Visitas Programadas são desenvolvidas pela SECOM no intuito de aproximar a Universidade da comunidade, bem como de fornecer informações úteis para os jovens que estão em fase de conclusão do Ensino Médio e, muitas vezes, não conhecem as oportunidades que o ensino superior pode proporcionar.

Somente em 2016, a UNILA já recebeu, no total, 396 visitantes, de diversos colégios estaduais de Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu, Sesi, além do Cursinho Maximize. Para os meses de julho e agosto já estão confirmadas visitas de estudantes de Medianeira, município localizado a cerca de 60 km de Foz do Iguaçu.

Conforme explica o secretário de Comunicação Social, Anderson Andreata, o projeto entra em seu terceiro ano e mostra-se cada vez mais consolidado e eficiente. “Entendemos que o importante é manter a Universidade de portas abertas, para que todos que tenham interesse possam conhecê-la”, destaca. 

Ele lembra que inicialmente o objetivo era convidar as escolas para virem até a Universidade. “Agora, também estamos abrindo outras frentes de trabalho, para atender a demandas que surgem naturalmente, com focos específicos. Um exemplo é uma turma de Arquitetura de outra universidade de Foz do Iguaçu que tinha interesse em conhecer uma biblioteca pública, em função de um projeto que estavam elaborando para a Prefeitura”, citou.

De acordo com o secretário, o resultado é positivo externa e internamente. “Dentro da própria Universidade, outros setores se unem a nós neste trabalho. Seja na unidade do PTI ou do Jardim Universitário, os técnicos de diversas áreas, como Biblioteca, laboratórios, transporte e outros, têm se engajado nesta atividade e nos dado todo o suporte”, completa.

A atual coordenadora do projeto, Edina Dorilda de Oliveira, explica que a visita consiste em demonstrar, in loco, a infraestrutura e o funcionamento da Universidade, percorrendo com os estudantes os mais diversos espaços: biblioteca, laboratórios, salas de aula, espaços de convivência, entre outros. 

“Para completar, nossos bolsistas fazem uma apresentação sobre a UNILA, um bate-papo de estudante para estudante, bem mais informal e descontraído, o que promove uma ótima interação entre todos os participantes do processo e enriquece a experiência”, destaca.

Como funciona

O procedimento para conhecer a UNILA é bem simples. Basta o responsável pelo grupo entrar em contato com a SECOM pelo e-mail comunicacao@unila.edu.br, e informar o objetivo e as características da visita. Assim, a equipe verificará as datas disponíveis e retornará o contato, de maneira a atender a solicitação da forma mais proveitosa possível.

Colaboração: Assessoria de imprensa