26°
Máx
19°
Min

Projetos fortalecem formação cidadã e protagonismo na Rede Estadual

(Foto: Divulgação/Seed) - Educação promove projetos de formação cidadã
(Foto: Divulgação/Seed)

Com o objetivo de fortalecer a cultura do voluntariado, através de atividades fora dos muros da escola, os estudantes do ensino fundamental e médio do Colégio Estadual São Paulo Apóstolo, no bairro Uberaba, em Curitiba, participam, além das aulas tradicionais, de projetos sociais desenvolvidos junto a instituições filantrópicas vizinhas à escola. As ações solidárias fazem parte do cotidiano dos estudantes e são sugeridas pelos professores, funcionários e principalmente pelos próprios alunos, sempre aliadas ao conteúdo da matriz curricular. “Os alunos precisavam viver outra realidade e perceber que eles podem transformar o meio em que vivem”, disse a professora de Língua Portuguesa Monica Lúcia Bucco.

As ações sociais também proporcionam novas metodologias de ensino que facilitam o aprendizado e tornam o ambiente escolar mais agradável. “O aluno não pode ficar preso apenas aos conteúdos que estão nos livros. Eles precisam exercer o protagonismo e participar das decisões dentro da escola e da sua própria comunidade, interagindo, pesquisando, questionando”, frisou o professor de Língua Portuguesa Ricardo Figueiredo Lula.

Um exemplo das atividades, foi a ação desenvolvida pelos estudantes do 9° ano do ensino fundamental, que tiveram uma experiência inédita ao participar do projeto “Sua solidariedade é um prato cheio!”, com a arrecadação de roupas, cobertores, materiais de higiene, gelatinas, biscoitos e mais de 400 litros de leite, que foram doados ao Pequeno Cotolengo. “Foi uma experiência que mexeu muito com todos porque às vezes não damos valor ao que temos”, lembrou a estudante Mariana Rodrigues, de 14 anos.

estudantes na vida pública e em atividades sociais. O programa é uma parceria que reúne Ministério Público, Secretaria de Estado da Educação, Assessoria Especial de Juventude do Governo do Estado, Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça.

Colaboração SEED