22°
Máx
14°
Min

Seminário discutirá políticas de graduação e processos formativos

A mediação ficará por conta da professora Roberta Traspadini, que é docente do curso de Relações Internacionais e Integração da Unila (Foto: Assessoria de imprensa) - Seminário discutirá políticas de graduação e processos formativos
A mediação ficará por conta da professora Roberta Traspadini, que é docente do curso de Relações Internacionais e Integração da Unila (Foto: Assessoria de imprensa)

Nos dias 2 e 3 de março, será realizado o “1º Seminário de Formação Pedagógica da Unila: práticas e desafios da Educação Superior", com duas mesas de debate e uma oficina de trabalho.

As atividades se concentrarão no auditório da Unidade Jardim Universitário e reunirão professores e pesquisadores da área de educação superior.

Os debates serão voltados a docentes, técnicos, pesquisadores, acadêmicos e profissionais da área, mas o evento é aberto a comunidade em geral.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site inscreva.unila.edu.br. São 230 vagas e a carga horária certificada será de 12 horas.

"Para iniciar o ano, temos esta proposta de debater a educação superior, percebendo o contexto nacional e internacional no que concerne, por exemplo, ao papel da educação superior. A proposta, ainda, é debater o processo formativo, as metodologias de aprendizagem e a importância da formação continuada", explica o assessor da Reitoria, Geraldino Alves.

As atividades terão início às 14h30, com a solenidade de abertura que contará com a presença do reitor da UNILA, professor Josué Modesto dos Passos Subrinho, e do pró-reitor de Graduação, professor Eduardo de Oliveira Elias.

Na sequência, às 15h, terá início a mesa "A Universidade e o Ensino Superior contemporâneo", com as professoras Liliam Faria Porto Borges, pró-reitora de Graduação da Unioeste; e Gilda Cardoso de Araujo, professora da Universidade Federal do Espírito Santo.

A mediação ficará por conta da professora Roberta Traspadini, que é docente do curso de Relações Internacionais e Integração da Unila.

“O evento será um espaço inicial de reflexão e problematização de questões que permeiam o ensino e a aprendizagem na graduação, tendo em vista a universidade contemporânea, as inovações na educação superior e a permanência do discente em prol da qualidade e da pertinência social da Instituição”, coloca a pedagoga da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) da UNILA, Débora Villetti Zuck.

O segundo dia terá início com a oficina de trabalho sobre Processos Formativos no Ensino Superior, que abrangerá dois painéis de discussão: "Método dos trezentos: Aprendizagem ativa e colaborativa", com o professor Ricardo Ramos Fragelli, docente da Universidade de Brasília; e “Encaminhamentos metodológicos para qualificar a ação docente no ensino de graduação”, com Vanice Scholosser Sbardelotto, que é professora e assessora pedagógica da Unioeste. Esta atividade iniciará às 8h30 e terá mediação da professora Maria Leandra Terencio, do curso de Medicina da Unila.

A mesa de encerramento, "Inclusão social na Universidade: A educação como ação afirmativa", será às 14h e contará com os professores Dilvo Ristoff, diretor de Políticas e Programas de Graduação do MEC; e Roberto Leher, atual reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

A mediação será do professor Waldemir Rosa, docente de Antropologia da UNILA e chefe do Departamento de Inclusão Social, Sustentabilidade e Tecnologias da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX).

Minicurso

Além dessas atividades, será realizado, na sexta-feira (4), um minicurso ministrado pela professora Gilda Cardoso de Araujo. São 40 vagas.

As inscrições podem ser feitas também pelo sistema Inscreva. O minicurso será das 9h às 12h e trabalhará o tema "Plano Nacional de Educação, Sistema Nacional de Educação e a Formação de Professores: história, processos e desafios".

A atividade será na Unidade do Jardim Universitário, sala G-204. O minicurso é aberto a docentes, técnico-administrativos em educação e estudantes dos cursos de licenciatura.

A organização da atividade será feita pelo Comitê Gestor Institucional de Formação Inicial e Continuada de Profissionais da Educação Básica (COMFOR/UNILA).

Colaboração: Assessoria de imprensa