28°
Máx
17°
Min

Sobe para quatro número de escolas ocupadas em Foz; Oeste do Paraná passa de 40

Subiu para quatro o número de escolas ocupadas por alunos na manhã desta quinta-feira (13) em Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná. Assim que chegaram, estudantes do Colégio Estadual Três Fronteiras, Gustavo Dobrandino da Silva, na região do Porto Meira e Colégio Barão do Rio Branco, no Pólo Centro, se recusaram a entrar nas salas de aula. As atividades estão paralisadas também no Colégio Estadual Almirante Tamandaré.

A secretaria do Colégio Monsenhor Guilherme, no centro da cidade, disse, inicialmente, que a unidade estava ocupada. No entanto, a diretoria corrigiu a informação e confirmou que estão sendo realizados apenas debates sobre as mudanças relacionadas ao Ensino Médio entre representantes do Núcleo Regional de Educação (NRE) e professores. 

Em Cascavel, várias escolas estão ocupadas. São elas: Aprendendo com  Vida e a Terra, Castelo Branco, Olinda Truffa, Wilson Joffre, Santos Dumont, Horácio Ribeiro, Jardim Clarito, Marcos Shuster, Itagiba Fortunato, Jardim Interlagos, Padre Carmelo, Eleodoro E. Pereira, Jardim Santa Felicidade, Pe. Boaretto Neto, Olinda Truffa, Júlia Wanderley, Mario Quintana, XIV de Novembro, Jardim Consolata, Santa Cruz, José Baggio Orso, Costa e Silva, Victorino Abrosino e Brasmadeira.

Assista ao vídeo:


Também há registro de ocupações em três unidades de ensino de Realeza: C.E. Doze de Novembro, C.E. Casa Família Rural e C.E. João Paulo II. Em Marechal Cândido Rondon, alunos também protestam nos colégios Frentino Sackser, Antonio Ceretta e Eron Domingues.

Toledo registra duas escolas ocupadas até o momento: Novo Horizonte e Atílio Fontana. O Colégio Estadual Polivalente e, Goioerê, completa a lista.

Na região de Foz do Iguaçu, há dois registros de ocupação, sendo um em Missal, no colégio Estadual Teotônio Vilela. Cerca de 160 alunos, do Ensino Médio e Fundamental, estão em estado de manifesto desde segunda-feira (10), em torno de 20 alunos vão dormir no local a partir de hoje. Em Medianeira, há ocupação no Colégio Estadual Costa e Silva. 

Em Cruzeiro do Iguaçu, sob responsabilidade do Núcleo de Dois Vizinhos, apenas o Colégio Estadual Arnaldo Busato está fechado. Ampere teve sua primeira escola tomada pelos alunos, a Cecília Meireles.

Além das unidades de ensino Fundamental e Médio, universitários da Unioeste ocupam os campus de Marechal Cândido Rondon, Toledo e Cascavel.

Atualizada às 16h20.


Colaboração: Márcio Falcão e Cristiane Guimarães/Rede Massa.


Sobe para quatro número de escolas ocupadas em Foz; Oeste passa de 40