28°
Máx
17°
Min

UNILA tem desempenho positivo em processo de recredenciamento do MEC

Foto: Assessoria de imprensa - UNILA tem desempenho positivo em processo de recredenciamento do MEC
Foto: Assessoria de imprensa

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) passou, pela primeira vez desde sua fundação, pelo processo de Recredenciamento do Ministério da Educação (MEC) e obteve conceito final 4 - equivalente a “muito bom” dentro da escala avaliativa, que vai de 1 a 5. 

A equipe de avaliadores esteve na UNILA entre os dias 24 e 28 de abril, para verificar in loco toda a documentação e estrutura da Instituição. Além disso, a equipe realizou reuniões com os dirigentes, docentes, discentes, técnico-administrativos e membros da Comissão Própria de Avaliação (CPA), para conhecer melhor a realidade da Universidade.

A avaliação foi dividida em cinco eixos: Planejamento e Avaliação Institucional; Desenvolvimento Institucional; Políticas Acadêmicas; Políticas de Gestão; e Infraestrutura Física, os quais foram subdivididos, ainda, em critérios mais específicos, analisados individualmente. 

Foram destaque na avaliação, obtendo nota máxima (conceito 5), os Programas de Atendimento aos Estudantes, os Auditórios e os Laboratórios, Ambientes e Cenários para Práticas Didáticas (Serviços).

Assistência Estudantil

Para o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Elias de Sousa Oliveira, o fato de a comissão ter avaliado este indicador como “excelente” é um indicativo de que, “mesmo a UNILA sendo uma Universidade tão jovem, estamos no caminho certo nestes primeiros anos”. Ele destaca que todos os programas e ações de assistência estudantil são realizados no sentido de garantir condições para a permanência do estudante na graduação - reduzindo, assim, a evasão acadêmica e melhorando os índices de aproveitamento nos estudos.

Um dos pontos favoráveis à consolidação da assistência estudantil é o aporte de verba, que atualmente gira em torno de R$ 8,2 milhões oriundos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) e mais R$ 3 milhões em recursos próprios da UNILA, totalizando mais de R$ 11 milhões ao ano. “Isso nos possibilita atender, com um ou mais tipos de benefícios, 1.400 estudantes ao ano”, complementa Elias Oliveira.

Infraestrutura e serviços

Outro ponto de destaque foram os auditórios. No relatório, a comissão observou que a UNILA dispõe de quatro auditórios - localizados nas unidades PTI, Almada, Almoxarifado e Jardim Universitário -, com capacidade para 1.390 pessoas, equipados com cadeiras confortáveis, datashow, telões e computador. “O ambiente atende às questões relacionadas à comodidade, ventilação, iluminação, acústica, acessibilidade e mobilidade”, diz o parecer. O texto ressalta, ainda, que “os auditórios atendem de maneira excelente às necessidades institucionais”.

Os laboratórios também tiveram avaliação máxima, especificamente no que tange aos serviços prestados. O parecer da comissão destaca que os laboratórios existentes “atendem de forma excelente às necessidades dos vários cursos”.

Na visão do reitor Josué Modesto dos Passos Subrinho, “o conceito global 4, numa escala que vai de 1 a 5, é extremamente gratificante, principalmente se levarmos em consideração que esta é a primeira avaliação externa da UNILA, num momento em que alguns cursos ainda estão em processo de implementação”. Além disso, o reitor lembrou que a Universidade ainda não está funcionando nas instalações definitivas “e, mesmo assim, conseguimos suprir infraestrutura de qualidade”.

Para Passos Subrinho, “essa avaliação global nos deixa na condição de nos sentir gratificados pelo esforço que a comunidade acadêmica vem desenvolvendo nesses seis anos. O nosso desafio é, na próxima avaliação, chegar à nota máxima - e é perfeitamente possível, se mantidos os esforços feitos até agora”.

A procuradora institucional da UNILA, Lisandra Rosa Rodrigues de Lima Moraes, destacou o fato de a Universidade ser uma instituição nova, com um propósito inovador e um grande desafio, que é sua vocação internacional. “Levando tudo isso em consideração, receber o conceito 4 significa que estamos obtendo sucesso em nossos esforços”, analisou.

Outros pontos de destaque

Um dos grandes diferenciais da UNILA é, também, seu corpo docente. Os requisitos para recredenciamento universitário exigem, por exemplo, que um terço do corpo docente tenha titulação de mestrado ou doutorado. Na UNILA, 97,87% dos professores atendem a este critério (dados de dezembro de 2015). Levando em consideração somente professores doutores, estes totalizam 71% do corpo docente ativo na Instituição.

Além disso, exige-se que um terço do corpo docente atue em regime de tempo integral. Na UNILA, 99,7% dos professores atuam em tempo integral e em regime de dedicação exclusiva.

O relatório completo estará disponível, em breve, no site da UNILA.

Colaboração: Assessoria de imprensa