22°
Máx
16°
Min

Unioeste participa da Operação Rondon UEPG 2016

Foto: Assessoria - Unioeste participa da Operação Rondon UEPG 2016
Foto: Assessoria

No total 110 estudantes e professores de nove instituições de ensino superior e a União dos Escoteiros do Brasil (UEB) trabalharam junto às escolas e comunidades dos municípios de Ipiranga, Palmeira, Teixeira Soares e Reserva, durante a Operação Rondon UEPG 2016, promovida pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), também participou do projeto. Além da Unioeste, UEPG e UEB, integraram a operação, a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR/Ponta Grossa), Faculdade Paranaense (FAPAR/Curitiba), Centro de Ensino Superior dos Campos Gerais (Cescage), Faculdade Sagrada Família (FASF), Sociedade Educacional Santa Amélia (Secal), Universidade Positivo (UP) e Universidade do Norte do Paraná (Unopar/Campus Ponta Grossa). A iniciativa é da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (Proex).

Durante 13 dias, os acadêmicos se dedicaram no atendimento básico aos munícipes, com atividades recreativas, de bem-estar, qualidade de vida, arte e cultura, palestras motivacionais, entre outras.

De acordo com o estudante do 5º ano de Engenharia Agrícola da Unioeste, campus de Cascavel, Bruno dos Santos, várias oficinas foram desenvolvidas, e ele explica como foram realizadas as divisões. 

“As atividades eram divididas conforme a graduação de cada um que estava participando. A princípio eu fiquei com as atividades voltadas para a área agrária, só que no geral eu participei de várias oficinas, como a de horta, flauta, entre outros. Mas meu objetivo era trabalhar com os agricultores, a fumicultura, então tudo que envolvia este assunto, eu participei”.

Ainda de acordo com ele, a oportunidade de compartilhar ideias enriqueceu ainda mais, a participação dos acadêmicos no projeto. 

“Foi uma oportunidade incrível, pois mesmo a gente indo lá para ensiná-los, eles possuíam um entendimento na parte prática das atividades, que tornaram o encontro uma verdadeira troca de conhecimentos.

A assistente dos projetos institucionais da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), Patrícia Maria Reckziegel da Rocha, que acompanhou os acadêmicos durante todos os dias de atividades, ressaltou a importância da participação da Universidade no projeto. 

“No meu ver, a Operação Rondon é de extrema importância para os acadêmicos adquirirem experiência na extensão, até porque são vários dias de atividades que exigem extremo contato com a população, e logo colocam em prática tudo aquilo que aprenderam em sala de aula”.

Além da assistente dos projetos da Proex, e do discente Bruno Santos, participaram do projeto os (as) acadêmicos (a), Adriel José de Quadros, Alana Loch, Bruna Heloisa Vendruscolo, Bruno dos Santos, Samantha Fröhlich, Thais Tania Ávila e Wellington Lima.

Colaboração: Assessoria