24°
Máx
17°
Min

2 homens são encontrados mortos no primeiro dia de acordo de imigração

No primeiro dia de implementação do acordo entre a Turquia e a União Europeia para aliviar a crise de imigração, dois imigrantes foram encontrados mortos em um barco que chegou neste domingo à ilha grega de Lesbos. Médicos tentaram reanimá-los, mas não tiveram êxito. O barco estava lotado de dezenas de imigrantes vindos da Turquia.

O acordo, anunciado na última sexta-feira, prevê que, a partir de hoje, todos os imigrantes ilegais que chegarem à Grécia partindo da Turquia serão deportados. Cerca de 2,5 mil imigrantes que atualmente na ilha de Lesbos e em outras ilhas gregas estão sendo enviados para a parte continental do país, onde eles ficarão em abrigos antes de serem realocados.

O acordo limita que 72 mil refugiados se reinstalem na Turquia. Se os refugiados continuarem cruzando para a Grécia ilegalmente depois dos 72 mil, o acordo deverá ser cancelado e novas medidas terão que ser decididas.

Complicações práticas e jurídicas ainda permanecem em torno do direito internacional dos refugiados. Dúvidas surgem, por exemplo, sobre como a Grécia implantaria milhares de autoridades nas ilhas para dar a cada imigrante a possibilidade de apresentar seu pedido de asilo, organizar entrevistas, criar condições de habitação decente e organizar o retorna à Turquia para garantir que o programa esteja em conformidade com o direito internacional dos refugiados.

O plano da Turquia é o mais recente esforço para encerrar a crise. Este ano, cerca de 145 mil imigrantes viajaram da Turquia para a Grécia. Mais de 350 pessoas morreram durante o percursos, informou a Organização Internacional para as Imigrações. Atualmente, a Turquia abriga 2,7 milhões de imigrantes sírios. Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.