20°
Máx
14°
Min

Adolescentes são presos na Alemanha sob suspeita de afiliação ao Estado Islâmico

Berlim, 21 (AE) - Dois adolescentes muçulmanos de 16 anos supostamente estão por trás de uma explosão em um templo Sikh na cidade alemã de Essen no último sábado, que deixou três pessoas feridas, de acordo com autoridade policial.

O chefe de polícia, Frank Richter, classificou nesta quinta-feira o atentado como um "ato de terror". Os jovens são investigados por suposta afiliação ao grupo radical Estado Islâmico (EI).

Segundo Richter, os adolescentes tinham ligação clara com extremismo islâmico e são suspeitos de participarem de um grupo maior. "Nós presumimos que haverá mais detidos", afirmou Richter.

O chefe da polícia acrescentou que os dois "admitiram parcialmente" o ataque, mas não falaram sobre suas motivações.

A explosão aconteceu após uma festa de casamento no templo, quando apenas alguns dos convidados ainda estavam presentes. Apesar de estar estável, um idoso de 60 anos sofreu ferimentos graves e está hospitalizado. Dois outros homens, de 47 e 56 anos, sofreram ferimentos leves. Fonte: Associated Press.