20°
Máx
14°
Min

Alemanha retira cidadãos do Sudão do Sul após escalada de violência

A Alemanha está retirando cerca de 100 cidadãos do Sudão do Sul, bem como de outras nacionalidades, do Sudão do Sul, em meio a uma escalada da violência no país mais jovem do mundo.

As preocupações de segurança levaram o governo a iniciar a operação, conduzida pela força aérea alemã, de acordo com a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Sawsan Chebli.

O Sudão do Sul está perto de ser novamente tomado pela guerra civil após escaramuças entre tropas do presidente Salva Kiir e de seu rival, o vice-presidente Riek Machar, ameaçarem o acordo de paz de onze meses.

Mais de 200 pessoas morreram em meio a combates que acontecem nas ruas da capital Juba desde a última quinta-feira, quando começaram as hostilidades. Milhares procuraram abrigo junto a instalações das Nações Unidas.

No início da semana, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu que o Conselho de Segurança intervenha e imponha um embargo de armas no país, além de criar sanções adicionais sobre os líderes políticos e comandantes responsáveis pela violência. Fonte: Dow Jones Newswires.