22°
Máx
14°
Min

Apesar de progressos, EUA e Rússia não atingem acordo para trégua na Síria

Os Estados Unidos e a Rússia dizem ter resolvido uma série de questões que impedem a restauração de uma trégua na Síria e a abertura de entregas de ajuda humanitária para o país, mas não conseguiram mais uma vez forjar um acordo global mais amplo de cooperação a fim de acabar com a guerra na Síria. Após o encontro que durou quase 10 horas em Genebra na sexta-feira, o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, e o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, relataram apenas um progresso incremental em detalhes de um entendimento atingido ao longo do último mês em Moscou para aumentar os esforços conjuntos.

Kerry disse que ele e Lavrov chegaram a um acordo sobre a "grande maioria" das discussões técnicas sobre medidas para restabelecer um cessar-fogo e melhorar o acesso humanitário, mas pontos críticos continuam por resolver. Especialistas permanecerão em Genebra tentando chegar a um acordo sobre esses pontos nos próximos dias, segundo Kerry.

"Estamos perto", disse Kerry. "Mas não vamos correr para um acordo até que ele satisfaça plenamente as necessidades do povo sírio." Lavrov disse que "nós ainda precisamos finalizar algumas questões" e apontou para a necessidade de separar os combatentes da Frente al-Nusra, que têm ligações com a Al-Qaida, de combatentes apoiados pelos Estados Unidos que controlam partes do noroeste da Síria. "Nós continuamos nossos esforços para reduzir as áreas em que falta entendimento e confiança, o que é uma conquista", disse Lavrov. "A confiança mútua está crescendo a cada reunião."

No entanto, não ficou claro se algum dos lados acredita que um acordo global é iminente ou mesmo viável após numerosas tentativas fracassadas de interromper as hostilidades na Síria. Fonte: Associated Press.