26°
Máx
19°
Min

Após disputa, Israel desiste de nomear Danny Dayan como embaixador no Brasil

Israel confirmou nesta segunda-feira que retirou a nomeação de Danny Dayan, um conhecido defensor das colônias nos territórios na Cisjordânia, como embaixador no Brasil, após uma disputa de vários meses depois que Brasília rejeitou a indicação dele em agosto por causa de seu passado político.

A decisão de abandonar a candidatura de Dani Dayan desferiu um revés para o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, refletindo uma crescente impaciência internacional sobre o assentamento israelense e a contínua construção em terras ocupadas reivindicadas pelos palestinos.

O gabinete de Netanyahu disse que Dayan será agora o novo cônsul geral em Nova York.

Dayan nasceu na Argentina e emigrou para Israel em 1971, aos 15 anos. Atualmente, ele mora na Cisjordânia ocupada e é contra à criação de um Estado palestino. Ele havia sido nomeado como embaixador no Brasil em agosto, mas o Brasil nunca aceitou sua nomeação.

Falando em uma emissora de rádio do Exército de Israel, Dayan tentou minimizar a decisão, dizendo que ele estava animado com a oportunidade de servir em Nova York.

"Eu não acho que nós fomos rejeitados" disse ele. "Eu acho que não foi uma escolha. Quem não queria nós no Brasil, terá nós em Nova York, a capital do mundo", disse Dayan. Cerca de 600 mil israelenses vivem na Cisjordânia e na Jerusalém Oriental. Fonte: Associated Press