21°
Máx
17°
Min

Ataque de Trump ao Fed mostra que ele não pode ser presidente, diz Hillary

(Foto:Tech Sgt. Cohen A. Young) - Ataque de Trump mostra que ele não pode ser presidente, diz Hillary
(Foto:Tech Sgt. Cohen A. Young)

A candidata à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, Hillary Clinton, disse que a alegação de Donald Trump, candidato à presidência dos EUA pelo Partido Republicano, de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) criou uma "economia falsa" para impulsionar o presidente Barack Obama é mais uma evidência de que o magnata não deve ser presidente.

Hillary criticou o comentário de seu rival sobre o banco central e disse que os candidatos à presidência devem escolher suas palavras com sabedoria ao caracterizar a economia.

Chamando de "outro exemplo do porquê Trump não pode chegar perto da Casa Branca", Hillary afirmou nesta terça-feira que é inapropriado para candidatos e presidentes ponderar sobre as ações do Fed.

Um dia antes, Trump acusou o Fed de manter as taxas de juros "artificialmente baixas para que a economia não desacelerasse e para que Obama pudesse dizer que ele está fazendo um bom trabalho", disse. "Essa é a única razão pela qual as taxas estão tão baixas, mas é uma economia muito falsa", declarou Trump.

Ele ainda acrescentou que o nível atual dos mercados acionários perto de altas históricas é "artificial" e afirmou "só estão fortes porque é dinheiro livre, pois as taxas estão muito baixas, é uma bolha", disse.

Hillary alertou que as palavras têm consequências. "As palavras movem os mercados. As palavras podem ser mal interpretadas. As palavras podem ter efeitos nas pessoas, seus fundos de pensão, suas carteiras de ações."

A candidata Democrata afirmou que Trump não deve tentar falar bem ou falar mal da economia. "E ele não deve adicionar o Fed à sua longa lista de instituições e indivíduos que ele está maldizendo e atacando", declarou. Fonte: Dow Jones Newswires.