28°
Máx
17°
Min

Ataques aéreos atingem hospital na Síria, mas pacientes são retirados antes

Um hospital na zona rural de Aleppo, na Síria, ficou fortemente danificado depois de ter sido atingido por um ataque aéreo na noite de terça-feira. No entanto, ninguém ficou ferido, uma vez que os pacientes foram retirados quando os ataques aéreos começaram e atingiram uma aldeia, ferindo uma pessoa, de acordo com ativistas do Observatório Sírio de Direitos Humanos

Osama Abu al-Ezz, um médico na cidade de Aleppo, disse que o hospital na aldeia de Daret Azzeh sofreu um "golpe direto".

O Observatório Sírio acusou a Rússia e o governo sírio de serem os responsáveis pelos ataques em regiões da oposição, que podem ser caracterizado como crime de guerra.

Alaeddin Boroujerdi, chefe do iraniano parlamento da segurança nacional e da comissão de política externa. confirmou nesta quarta-feira que a Rússia está usando uma base aérea no Irã para realizar ataques aéreos na Síria, com o intuito de atingir redutos do Estado Islâmico. Ele foi a primeira autoridade a reconhecer que aviões russos estão partindo da base de Shahid Nojeh, no Irã, para ataques na Síria.

Enquanto isso, o ministro das Relações Exteriores da Rússia rejeitou as alegações de que o uso de bases militares iranianas para ataques aéreos na Síria violam as sanções da Organização das Nações Unidas (ONU). Fonte: Associated Press.