26°
Máx
19°
Min

Atirador é morto na sede do Banco Central da Venezuela

Um homem armado com uma pistola invadiu a sede do Banco Central da Venezuela e fez um refém antes de ser morto em uma troca de tiros dentro do edifício da instituição.

O homem, cuja identidade não foi divulgada, entrou pela porta principal do prédio durante o horário de almoço e desencadeou o detector de metais antes de abrir fogo, ferindo dois seguranças, de acordo com o presidente do BC, Nelson Merentes.

"O suspeito entrou atirando e perguntando onde os diretores do banco estavam", disse Merentes após o atentado.

O Banco Central não deu informações sobre a morte do atirador. Dois funcionários disseram ao Wall Street Journal que os seguranças mataram o indivíduo a tiros após ele seguir em direção às escadas do edifício.

Merentes disse que uma funcionária do banco que foi feita refém "por alguns minutos" foi resgatada ilesa pelas forças de segurança.

A motivação do atirador não ficou imediatamente clara. Fonte: Dow Jones Newswires.