28°
Máx
17°
Min

Ativistas relatam ataques aéreos russos contra rebeldes na Síria, após trégua

O regime sírio e seus aliados russos intensificaram ataques aéreos neste domingo, de acordo com ativistas antigovernamentais, após um período de calmaria relativa na violência ontem, quando uma trégua mediada internacionalmente entrou em vigor.

Os ativistas e grupos de monitoramento também ligados à oposição disseram que alguns dos ataques atingiram áreas controladas por rebeldes do Exército Livre da Síria, que aderiram ao cessar-fogo parcial. Civis foram mortos no ataque, segundo relatos dos ativistas.

A trégua representa o maior esforço nos últimos anos para acalmar a violência em uma guerra que já custou mais de 250.000 vidas e milhões de refugiados.

A Rússia havia se comprometido a não realizar qualquer ataque aéreo no sábado, em relação ao cessar-fogo parcial, que deveria durar por duas semanas e ajudar a criar um ambiente mais calmo para as negociações de paz marcadas para o dia 7 de março em Genebra, na Suíça. No entanto, na manhã deste domingo, aviões russos lançaram vários ataques em toda a província de Aleppo, no norte da Síria, segundo ativistas. O Ministério do Exterior russo não estava imediatamente disponível para comentar o assunto no domingo.

Aleppo tem sido o foco de uma intensa ofensiva do regime nas últimas semanas, com ataques aéreos russos e operações terrestres realizadas por milícias ligadas ao Irã. Estes ataques têm sido mais direcionados a grupos rebeldes, e menos ao Estado Islâmico.

O regime sírio, citando fontes locais, disse que "grupos terroristas" ligados à Turquia atacaram com foguetes a cidade de Nubil, na zona rural no norte de Aleppo, ontem à noite. O regime frequentemente se refere a todos os seus adversários como terroristas. Fonte: Dow Jones Newswires.